Upcycling: o design sustentável como aliado do meio ambiente

A técnica de Upcycling está sendo adotada pela arquitetura em projetos que pretendem ter uma pegada mais sustentável

Por Yeska Coelho Atualizado em 16 jun 2021, 14h09 - Publicado em 15 jun 2021, 10h00
Estúdio do Viajante - Diego Raposo (CASACOR Rio 2019)
Estúdio do Viajante – Diego Raposo (CASACOR Rio 2019) Divulgação/CASACOR

Upcycling é um conceito que não está exclusivamente relacionado à decoração de interiores ou ao design, mas não há como negar que a arquitetura se apropriou do método que tem feito maravilhas tanto por seu poder estético, quanto pelo cuidado com o meio ambiente e a natureza.

Para Christian Ullmann, Coordenador de Projetos CR+IED Brasil e um dos criadores do Movimento Lixo Invisível (@lixoinvisivel), “todos os materiais e produtos podem ser ‘reaproveitados’. Esta é uma prática antiga – todas e todos já escutaram falar de um ferro velho, uma colcha de retalhos ou o ato de passar o berço para o novo irmão ou prima que está chegando – esta prática sempre existiu no setor industrial e até na própria casa”.

A tradução do termo reflete muito bem o seu significado: “reutilização“. Para trabalhar este método, é preciso quebrar o paradigma de que o lixo deve estar na lixeira e vê-lo com outros olhos. Além disso, botar a mão na massa e colocar a criatividade em todas as etapas do processo é indispensável.

Vaso de tecido quadradinhos
Vaso de tecido quadradinhos Divulgação/CASACOR

“O upcycling propõe sim reciclar, porém aumentando o valor criando novas peças ‘surpreendentes’ para fazer assim um melhor uso de toda a riqueza natural, do próprio material utilizado, da energia usada para a fabricação deste produto/material e especialmente do tempo que foi necessário”, afirma Ullmann.

O que é Upcycling, afinal?

Colar feito comembalagem de café àvácuo e correntes deoutros colares.
Colar feito com
embalagem de café à
vácuo e correntes de
outros colares. @lixoinvisivel/CASACOR

O termo Upcycling surgiu em 1994 e se popularizou nos Estados Unidos em 2002 com a criação do livro Rethinking The Way We Make Things (na tradução livre “Criar e Reciclar Ilimitadamente”). Trata-se de uma prática que visa reduzir os resíduos que passariam anos em um aterro ou lixão, para dar-lhes uma nova forma.

De acordo com Ana Borba, engenheira civil que desde 2004 cria objetos com lixo, e também fundou a Lixiki (lixiki.com.br), o Upcycling não está relacionado apenas ao que se pode ver em um projeto, mas também é sobre os revestimentos utilizados na composição.

Colar feito com embalagens metálicas de salgadinhos, aro de copo de iogurte e uma corrente de fio (pode utilizar qualquer corrente que já tenha em casa).
Colar feito com embalagens metálicas de salgadinhos, aro de copo de iogurte e uma corrente de fio @lixoinvisivel/CASACOR

“Nem todos os materiais reutilizados precisam estar em destaque, muitos podem estar invisíveis, se você faz um contrapiso de uma ambiente reutilizando o entulho de uma parede da própria obra, isso é uma reutilização criativa de um material”, afirma Borba.

Diferente da reciclagem, que reaproveita materiais específicos – como vidro, papel, plástico e metal –, o Upcycling é uma técnica que visa explorar a flexibilidade dessas peças para transformá-las em outras totalmente novas.

Na prática, enquanto o processo de reciclagem devolve o material para o mercado com a mesma função que ele tinha originalmente, o Upcycling investe em criatividade para ressignificar a matéria-prima de um jeito inovador.

Projetos da CASACOR que investiram em Upcycling

Um dos pilares mais relevantes da CASACOR é a sustentabilidade, que é levada a sério pela empresa e pelo seu elenco de profissionais assim como os parceiros envolvidos. Para Giuliana Mantovani, engenheira eletricista e Chef no Movimento Lixo Invisível, o maior desafio de todos é conseguir aliar elegância e upcycling: “A sofisticação e a elegância são dadas pelo produto criado e não somente pelo material”.

A seguir, confira alguns projetos que investiram no Upcycling de maneira prática:

Continua após a publicidade
upcycling decoração bicicleta
Eduardo Macarios/CASACOR

Sabe aquela bicicleta que ficou antiga e você não sabe o que fazer com ela? Aproveitar para usá-la na decoração pode ser uma ideia criativa que, de quebra, contribui com o meio ambiente. A ideia de Carla Carla Grüdtner, do Studio 33, para a CASACOR Paraná 2019 reflete isso com uma boa dose de estilo. Para a atmosfera industrial da composição, a bicicleta caiu como uma luva.

upcycling Malas na decoração - Estúdio do Viajante - Diego Raposo (CASACOR Rio 2019)

Malas de viagem são um problema pois ocupam muito espaço? Dê uma olhada então em como esse projeto dá uma nova função para este item tão característico dos apaixonados por viagem.

O Estúdio do Viajante foi exibido na CASACOR Rio de Janeiro 2019 por Diego Raposo e encanta com o contraste de um elemento rústico em uma decoração clean. O ambiente praticamente conta a história de uma experiência turística, com vários elementos que passam sensação de conforto e conversam perfeitamente com a temática.

Suíte das Crianças - Messa Penna (CASACOR SP 2019)

Ensinar as crianças sobre o poder da reciclagem e ainda desenvolver a criatividade dos pequenos de um jeito nada usual foi a proposta do escritório Messa Penna com o projeto Suíte da Crianças, exibido na CASACOR São Paulo 2019.

A composição contou com materiais upcycled diversos, como sacolas plásticas recicladas, que foram usados pelo escritório para criar peças de arte coloridas. Tanto a cama quanto o tapete foram criados com macramê de cordas náuticas, que no futuro pode ser reutilizado para uma nova função. O balanço também foi feito a mão com o mesmo material. 

Estúdio da Mulher Contemporânea - Marcela Peppe (CC SP 19)

O Estúdio da Mulher Contemporânea mesclou peças contemporâneas e antigas para chegar ao estilo vintage. À frente do projeto, Marcela Peppe investiu em discos de vinil para compor o décor. A ideia traz um clima super despojado para o ambiente que foi exibido na CASACOR São Paulo 2019.

Casa Sumé. Gustavo Neves (CASACOR SP 2019)

Um projeto que, do início ao fim, é como um verdadeiro mergulho na herança milenar das comunidades primitivas do país e ainda por cima contribui para o meio ambiente. Gustavo Neves criou a Casa Sumê Espaço Conectado LG para a CASACOR São Paulo 2019 com materiais que foram descartados pela indústria e ganharam nova função no espaço.

O resultado foi surpreendente. Um exemplo de como o Upcycling se fez presente na composição está na luminária, cujas hastes tiveram como matéria-prima o caule de uma palmeira recolhido pelo próprio arquiteto na rua, após uma tempestade que o destacou de seus troncos.

Continua após a publicidade
Publicidade