O que é design de interiores? Guia completo para você entender!

Um bom design de interiores é capaz de oferecer harmonia e aconchego a um ambiente. Entenda mais sobre o assunto

Por Yeska Coelho Atualizado em 2 abr 2021, 12h57 - Publicado em 2 abr 2021, 15h30
CASACOR São Paulo 2017 - Casa de Praia Decortiles - Marina Linares
CASACOR São Paulo 2017 – Casa de Praia Decortiles – Marina Linares Divulgação/CASACOR

O design de interiores é um conjunto de técnicas que tem um objetivo comum: tornar a experiência de morar mais agradável, aconchegante e satisfatória.

Pode parecer simples, mas a verdade é que existe um imenso estudo feito por trás que identifica e coloca em prática boas práticas para conseguir essas sensações positivas.

Em períodos como o de isolamento social, o design de interiores se mostra ainda mais fundamental. Seguindo as recomendações da OMS, muitas pessoas estão ficando em suas casas e tornando o lar o ambiente para trabalhar (home office), estudar, conviver, se exercitar, entre tantas outras coisas.

Por essa razão, separamos um verdadeiro guia completo sobre design de interiores para você entender de fato o que é e como se tornar um designer de interiores. Confira!

O que é design de interiores?

Design de interiores é uma área do conhecimento responsável por planejar e realizar projetos. Mais do que isso, é pensar cada projeto de forma a aliar o conforto e maneiras de melhor aproveitá-los.

Dessa maneira, a atuação de um designer de interiores está totalmente relacionada com a criação de espaços mais proveitosos. É função desse profissional pensar em aspectos como: circulação e fluxo de pessoas, ambientes integrados, cores e combinações, entre outros aspectos que vão da escolha da mobília até os revestimentos da parede e piso.

CASACOR São Paulo 2019- Estúdio da Mulher Contemporânea - Marcela Pepe
CASACOR São Paulo 2019- Estúdio da Mulher Contemporânea – Marcela Pepe Divulgação/CASACOR

Com isso, fica claro também o que é e o que faz o designer de interiores.

Apesar de estar muito relacionado com ambientes residenciais, é papel desse profissional cuidar de diferentes projetos – como comerciais ou institucionais. Sempre pensando em maneiras inteligentes de aliar estética e funcionalidade.

Qual a diferença entre design e designer?

É muito comum que esse tipo de dúvida apareça quando falamos de design de interiores, e a resposta é muito simples: o design é  a ciência que irá estudar e aplicar na prática o projeto de um produto, espaço ou solução. Já o designer é o profissional responsável por fazer essa ação.

O conceito é aplicado tanto para os profissionais que trabalham com projetos de interiores, como também atuantes em peças publicitárias, design de produto, entre outros.

História do design de interiores: como surgiu?

CASACOR São Paulo 2019 - Sala Intima - Paulo Azevedo -
CASACOR São Paulo 2019 – Sala Intima – Paulo Azevedo – Divulgação/CASACOR

Entender como o design de interiores apareceu é uma maneira de compreender o seu papel, suas evoluções e como chegou ao que é hoje.

Acredita-se que a primeira forma de buscar por organizar e criar soluções para deixar um espaço mais prático aconteceram na antiguidade, em 1.000 a.C.

Antigamente, existia uma prioridade maior em focar uma construção no processo de obra, deixando a arquitetura em segundo plano. Com a evolução da sociedade, que cada vez ficou mais exigente, a arquitetura foi evoluindo, e com ela, surgiu o design de interiores.

Continua após a publicidade

A mudança, no entanto, aconteceu de maneira significativa bem depois. Durante o século XVII e XVIII, nos Estados Unidos e no Reino Unido, a decoração dos ambientes se tornou fator importante, e uma preocupação dos arquitetos – que até então estavam mais voltados a criar espaços e focar apenas em sua funcionalidade.

CASACOR São Paulo 2019 - Bruno Carvalho
CASACOR São Paulo 2019 – Bruno Carvalho Divulgação/CASACOR

Com essa nova preocupação algumas mudanças passaram a acontecer. Uma delas foi a união dos arquitetos e artesãos. A partir dessa parceria, começou a surgir uma aliança entre ambientes funcionais e atributos estéticos (que nada mais é do que o design de interiores, na prática).

Tempos depois, agora na segunda metade do século XIX, o crescimento populacional aliado a uma expansão da classe média, movimentou o mercado de móveis em países industrializados. Isso surgiu como uma forma de elevar o status social, com objetos que fossem simbólicos e passassem a sensação de nobreza e riqueza.

CASACOR Ceará 2019 - Studio do Viajante - Andre Monte
CASACOR Ceará 2019 – Studio do Viajante – Andre Monte Divulgação/CASACOR

Desde então, o design de interiores foi se aperfeiçoando e técnicas foram desenvolvidas para passar criar uma poderosa força estética, mas, ao mesmo tempo, funcional e prática.

Como se tornar um designer de interiores?

Se você está acompanhando a leitura, já deve ter percebido que não é tão simples fazer a decoração de interiores, principalmente aplicada em um cenário que pede por praticidade.

Por essa razão, existem diversos cursos de graduação, em renomadas faculdades e universidades, que desenvolvem o profissional para criar soluções personalizadas de design de interiores.

CASACOR São Paulo 2017 - Estúdio do Curador de Arte - Marilia Brunete Campos Veiga
CASACOR São Paulo 2017 – Estúdio do Curador de Arte – Marilia Brunete Campos Veiga Divulgação/CASACOR

Além da graduação, há também cursos técnicos e pós graduação, voltadas principalmente para profissionais que já atuam com construções, como engenheiros e arquitetos.

Trata-se de uma profissão que, nos dias de hoje, é extremamente importante. De acordo com Lei nº 13.369 instituída em dezembro de 2016 (uma legislação que tem o objetivo de orientar e supervisionar a profissão), essas são as principais atividades que um designer voltado para arquitetura de interiores deve saber:

  • Estuda e planeja ambiente internos, seguindo as diretrizes corretas e também exigências feitas pelo cliente, visando o conforto e o bem-estar;
  • Também atua na criação de espaços externos, principalmente para garantir que leis de segurança – como combate à incêndios, meio ambiente e saúde física e psicológica – sejam respeitadas;
  • Seleciona e faz a indicação de cores, revestimentos e acabamentos que serão incorporados ao ambiente;
  • Pode escolher ou mesmo criar uma mobília adequada para compor a decoração e organização do espaço;
  • Prestar consultoria técnica de design de interiores.

Habilidades importantes para trabalhar com design de interiores

CASACOR São Paulo 2017 - Casa Cosmopolita - Paola Ribeiro
CASACOR São Paulo 2017 – Casa Cosmopolita – Paola Ribeiro Divulgação/CASACOR

Se você está pensando em se tornar um designer de interiores, mas não sabe se a profissão de fato é para você, nós vamos te ajudar!

A seguir, confira as principais skills que um profissional de projeto de interiores deve ter (ou desenvolver):

  • Gosto por arquitetura;
  • Criatividade para pensar em soluções espertas para resolver problemas;
  • Ser antenado às principais tendências de decoração e arquitetura;
  • Pro atividade e boa comunicação – isso é fundamental para desenhar o escopo;
  • Organização e saber trabalhar em grupo.

Quanto ganha um designer de interiores

Assim como em qualquer profissão, é muito difícil estabelecer um único valor para dizer quanto ganhar um designer de interiores. Trata-se de uma carreira em que muitos optam por abrir seu próprio negócio e se tornar autônomos.

CASACOR Ribeirão Preto 2018 - Casa do Bosque - Cacau Ribeiro
CASACOR Ribeirão Preto 2018 – Casa do Bosque – Cacau Ribeiro Divulgação/CASACOR

Além disso, trabalhar fazendo design de interiores possui valores diferentes de acordo com o local de atuação e tamanho do projeto. Um estabelecimento comercial, por exemplo, costuma ser mais caro do que o de uma residência simples.

De acordo com uma pesquisa feita pelo site Salarios.com junto ao CAGED, um designer de interiores ganha mensalmente, em média, R$ 2.481,27 trabalhando cerca de 43 horas semanais. O valor foi considerado levando o mínimo recebido (R$ 1.600) e o máximo (R$ 5.946) por esses profissionais.

Continua após a publicidade
Publicidade