Luz costura entre brises e desenha um escritório único em Minas Gerais

Projeto de José Lourenço para a 25ª mostra mineira, o Minas Workpod reflete uma tendência de procurar aconchego no ambiente de trabalho

Por Giovanna Jarandilha - 1 out 2020, 16h09
Jomar Bragança/CASACOR

Pensado como um escritório móvel, que pode ser facilmente transportado e recriado em outro lugar, o Minas Workpod é reconhecido pela bela composição geométrica desenhada pela iluminação natural, que atravessa os brises de mármore e projeta um padrão retilíneo sobre o piso vinílico amadeirado. O projeto, que integrou a CASACOR Minas Gerais 2019, foi proposto como o gabinete do governador – uma forma de dialogar com a arquitetura original do Palácio das Mangabeiras, residência oficial dos governadores do estado e sede da 25ª mostra mineira.

Jomar Bragança/CASACOR

Com assinatura de José Lourenço, o projeto de interiores é contemporâneo e reflete uma tendência de procurar aconchego no ambiente de trabalho. Para isso, foram usados materiais que aquecem, como a madeira e o couro, além de tecidos sensoriais, que estimulam o tato, como o do tapete. O grande salão oval é preenchido pela vista da Serra do Curral, que costura através do janelão e abraça todo o espaço, reforçando sua vocação natural.

Jomar Bragança/CASACOR

Do lado oposto à ele, foi montada uma charmosa cozinha para receber os visitantes, logo na entrada do container. Um pequeno estar, com mesinha e duas poltronas, cria uma área cerimonial e íntima no corredor. Convidativo por dentro e industrial por fora, a intenção é que o aço que estrutura o container oxide e adquira as marcas do tempo.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade