Arquitetura Moderna: o que é, história e suas características!

Inspirada pelos ideais modernistas pós revolução industrial, a Arquitetura Moderna surge como uma critica às desigualdades. Conheça a história!

Por Yeska Coelho Atualizado em 27 abr 2021, 09h02 - Publicado em 27 abr 2021, 08h00
MASP
O MASP, projeto de Lina Bo Bardi em São Paulo. Dedoc Abril/CASACOR

A arte e a arquitetura andam lado a lado, uma inspirando a outra. Com a arquitetura moderna não foi diferente. Nascida do movimento modernista, esse é um estilo que conta com elementos simples para criar composições surpreendentes.

O movimento modernista foi uma tendência artística do século XX que contava com obras mais críticas em um momento em que o mundo passava por transformações tecnológicas e as desigualdades sociais eram mais evidentes e criticadas.

edifício copan
O Edifício Copan, de Oscar Niemeyer em São Paulo. Edifício Copan/CASACOR

Quando pensamos em arquitetura moderna, alguns grandes nomes se destacam, especialmente no Brasil. Lina Bo Bardi, Paulo Mendes da Rocha, Oscar Niemeyer, Vilanovas Artigas e Lúcio Costa são exemplos de arquitetos que inovaram com o movimento tanto aqui em território nacional como no mundo inteiro.

A seguir, entenda mais sobre a arquitetura moderna!

O que é Arquitetura Moderna?

 

residencia vilanovas Artigas
A Residência Vilanovas Artigas em São Paulo. Nelson Kon/CASACOR

A Arquitetura Moderna é uma vanguarda bastante ampla que tem como principal fundamento utilizar itens simples para construções surpreendentes e com designs à frente de sua época.

No século XX, esse movimento ganhou força com uma proposta oposta aos projetos arquitetônicos tradicionais da época. A premissa é utilizar tudo o que é simples para criar obras que não passam despercebidas.

ministerio da educacao oscar niemeyer
Marina de Holanda/CASACOR

Os aspectos da Arquitetura Moderna se destacam pela mistura dos ideais da Idade Moderna aliados a um novo meio de produção vindo da Revolução Industrial.

Diferença entre arquitetura moderna e contemporânea

 

Sesc Pompéia duas torres integradas
O Sesc Pompéia, obra de Lina Bo Bardi em São Paulo. Pedro Kok/CASACOR

Muitos pensam que Arquitetura Moderna e Contemporânea são sinônimos, mas a verdade é que não são a mesma coisa.

A Arquitetura Moderna é influenciada pelos ideais da Idade Moderna principalmente e teve grande força dos anos 30 a 50.

Já a Arquitetura Contemporânea tem forte influência da Idade Contemporânea, datando de 1789 até os dias de hoje.

História da Arquitetura Moderna no Brasil

Fundação Le Corbusier
Divulgação/CASACOR

No Brasil, a Arquitetura Moderna nasceu em berço carioca. Segundo o arquiteto e historiador Guilherme Wisnik, ela surgiu nos anos 30 sob os auspícios de Le Corbusier, o “purista”, super influenciado pela Semana da Arte Moderna que aconteceu poucos anos antes, em 1922.

Le Corbusier é um arquiteto que inspirou em todo o mundo a Arquitetura Moderna. Até hoje, seus cinco pilares são levados em consideração por muitos estudiosos e praticantes do movimento. São eles:

  • Fachadas sem divisórias e abertas a público, deixando o espaço mais democrático;
  • Ambientes integrados que interagem entre si;
  • Terraço-jardim;
  • Iluminação ampla com janelas que cobrem toda ou parcialmente a fachada;
  • Pilotis que substituem paredes estruturais, deixando o espaço mais amplo para circulação.

Importância da Escola Bauhaus para a Arquitetura Moderna

 

Uma escola alemã ficou muito conhecida no século XX por sua forte influência na Arquitetura Moderna. Considerada a primeira escola de design do mundo, as obras criadas nessa instituição utilizavam materiais pré-fabricados para simplificar volumes, geometria e linhas retas.

Um dos pilares, como as amplas janelas, tiveram como berço essa escola.

A escola foi fechada em 1933 por causa de ameaças nazistas, o que obrigou vários dos artistas e arquitetos a saírem do país e levar consigo os ideais aprendidos no período, espalhando os ensinamentos para outros lugares.

Arquitetos modernistas: grandes nomes que fizeram história no Brasil

 

Museu dos Coches
Museu dos Coches – Paulo Mendes da Rocha Fernando Guerra/CASACOR

A arquitetura modernista no Brasil serviu de grande inspiração para o mundo, com grandes obras de arquitetos que fizeram – e ainda fazem – história com seus projetos inovadores.

A seguir, separamos os principais nomes da arquitetura moderna brasileira. Confira!

Lúcio Costa

Lucio Costa
Divulgação/CASACOR

Nascido na França, filho de um almirante brasileiro da Marinha do Brasil que viajava muito, Lúcio Costa veio para o Brasil em 1917. Ele é considera o pioneiro na Arquitetura Moderna Brasileira.

Em sua trajetória, o arquiteto chegou ao cargo de diretor da Escola Nacional de Belas Artes – onde conheceu o aluno Oscar Niemeyer – para ensinar sobre o movimento modernista (que na época não era bem aceito pela comunidade acadêmica).

Autor de vários livros, Lúcio Costa conta com um portfólio de projetos que deixou de legado, entre eles, o projeto da sede do Ministério da Educação e Saúde Pública no Rio e o famoso Estádio do Pacaembu (Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho).

Vilanova Artigas

Villanovas Artigas
Acervo da família Artigas/CASACOR

Arquiteto, político, intelectual, professor… essas foram algumas das grandes contribuições que João Batista Vilanova Artigas deixou de legado. Também um dos pioneiros da Arquitetura Moderna no Brasil, ele pertenceu a um movimento conhecido como Escola Paulista – onde projetou memoráveis edificações que entraram para a história!

Os 50 anos de profissão deixaram cerca de 700 obras do arquiteto para a história. Alguns deles como o Conjunto Habitacional Zezinho Magalhães Prado, em Guarulhos e a Sede da FAU – USP.

Continua após a publicidade

Oscar Niemeyer

Oscar Niemeyer retrato
Reprodução/CASACOR

Um dos pioneiros do movimento modernista no Brasil, o aprendiz de Le Corbusier, Oscar Niemeyer fez história no Brasil e no mundo com suas obras.

Ele deixou um legado com mais de 600 obras modernas. Sua marca registrada eram prédios feitos em concreto com janelas amplas (que caracterizam um dos pilares modernista de Le Corbusier).

Construções como o Copan, o Congresso Nacional e o Sambódromo do Anhembi são algumas das obras de Niemeyer em destaque nos dias de hoje.

 >> Relembre 12 obras de Oscar Niemeyer no Brasil e no mundo

Lina Bo Bardi

lina bo bardi leão de ouro arquiteta
Acervo Instituto Lina Bo e P.M Bardi/CASACOR

Nascida em Roma, Lina Bo Bardi veio para o Brasil pós Segunda Guerra Mundial quando seu estúdio, em Milão, foi bombardeado.

Junto do marido, a arquiteta conquistou sua cidadania e deixou verdadeira jóias para a arquitetura moderna brasileira, especialmente em São Paulo.

Até os dias de hoje seus projetos são lembrados e exaltados. Sesc Pompéia, MASP e a sua preciosa Casa de Vidro são exemplares perfeitos da arquitetura modernista de Lina.

>> Relembre 5 obras brasileiras de Lina Bo Bardi

Paulo Mendes da Rocha

O arquiteto e urbanista Paulo Mendes da Rocha

O arquiteto Paulo Mendes da Rocha é um arquiteto modernista brasileiro condecorado em diversas premiações como o Leão de Ouro na Bienal de Veneza, Prêmio Imperial de Artes do Japão, Medalha de Ouro do RIBA e o Pritzker em 2006.

Com projetos famosos, especialmente em São Paulo, Paulo Mendes da Rocha criou obras que são verdadeiras intervenções modernistas no centro da cidade, como o Sesc 24 de Maio e a Pinacoteca.

Sempre investindo em espaços democráticos que geram impacto visual assim que vistos, o arquiteto segue inspirando especialistas no mundo todo.

>> Relembre 7 obras que marcam o trabalho de Paulo Mendes da Rocha

Arquitetura Moderna na prática – os mais lindos projetos brasileiros

 

Um legado muito grande de Arquitetura Moderna está no Brasil (felizmente). Podemos dizer que o nosso país é um berço seguro de preservação de lindos projetos dessa vanguarda. A seguir, conheça algumas das obras mais imponentes e conhecidas!

MASP

masp lina bo bardi arquitetura são paulo brutalismo brutalista

Quem anda pelas ruas de São Paulo com certeza já deve ter se deparado com este clássico da Arquitetura Moderna brasileira. Obra de Lina Bo Bardi, o Museu de Arte de São Paulo possui uma arquitetura democrática, que visa espaços abertos na fachada que integram o ambiente externo e interno.

O propósito de Lina de tornar o espaço mais fluido, com circulação e sem restringir a fachada foi bem sucedido. Nos dias de hoje, o MASP não apenas serve para exposições, como também danças de rua, encontro entre jovens e até manifestações políticas.

MuBE

mube paulo mendes da rocha brutalismo brasil sao paulo museu arquitetura

O MuBE – Museu Brasileiro da Escultura – surgiu a partir de uma manifestação da associação de moradores do Jardim Europa que queriam impedir a construção de um shopping center no local. O arquiteto Paulo Mendes da Rocha foi eleito para dar nova forma ao espaço.

O revestimento em cimento é uma das marcas registradas do arquiteto e é bastante presente no projeto do museu, reforçando a principal característica do modernismo: simples, mas não simplório!

Casa de Vidro

casa de vidro lina bo bardi
Divulgação/CASACOR

A Casa de Vidro que serviu de lar para Lina Bo Bardi e o marido acabou se tornando uma das mais referenciadas obras de Arquitetura Moderna no Brasil. Localizada no Morumbi, em São Paulo, essa foi a primeira obra que a arquiteta fez ao chegar no país (iniciou a construção em 1950).

O espaço serviu de lar para Lina e seu marido por mais de 40 anos. Os aspectos de arquitetura modernista estão por toda parte: na escolha de amplas janelas que valorizam a entrada de luz natural durante o dia, até a fachada aberta do piso inferior da residência.

Congresso Nacional

4mai2012---niemeyer-projetou-o-congresso-nacional-em-1958-durante-a-construcao-de-brasilia-1336164683760_956x500
Fundação Oscar Niemeyer/CASACOR

É possível que o projeto do Congresso Nacional seja uma das imagens mais emblemáticas ao pensar em Brasília. Moderna e atemporal, a obra foi assinada por Oscar Niemeyer, que assumiu o desafio de unir os prédios da Câmara e do Senado sem tirar a independência de cada um deles.

O monumento reflete o modernismo de Niemeyer, com formas onduladas e assimetria.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade