Artboard Created with Sketch.

6 dicas para se ter uma casa sustentável

Luiz Henrique Ferreira, da Inovatech, traz soluções para uma construção mais limpa e dá dicas para se ter uma casa mais sustentável!

Quem conhece a CASACOR sabe que um dos nossos principais pilares é a sustentabilidade. Durante a mostra de São Paulo, por exemplo, 99,5% do resíduo gerado na construção foi desviado de aterros sanitários. Pensando não só no evento, mas na vida cotidiana das pessoas, que se inspiram na mostra, reunimos abaixo algumas dicas que podem te ajudar a ter uma casa viva e sustentável.

Luiz Henrique Ferreira, engenheiro e sócio fundador da Inovatech Engenharia nos ajudou a construir a lista com soluções estratégicas para preservarmos nosso planeta. Desde já, adiantamos que o mais importante é fazer o projeto ao lado de um profissional que entenda do assunto.

Materiais

Segundo Luiz, não existe uma receita pronta para este tipo de construção e que, basicamente, qualquer tipo de material pode ser sustentável se bem empregado. Entretanto, a madeira certificada pode ser usada com maior abundância na construção civil – mas é preciso ter cuidado para não aplicá-la em locais de alta manutenção, como decks molhados. O aço acaba sendo uma opção viável por ser mais fácil de reciclar do que o concreto, mas em termos de desempenho térmico, o concreto ganha. O importante para escolher o material é entender a compatibilidade e vida útil de cada material de acordo com o uso.

Casa da Árvore Renault, por Suite Arquitetos na CASACOR SP 2018

Casa da Árvore Renault, por Suite Arquitetos na CASACOR SP 2018 (Ricardo Bassetti/CASACOR)

Pisos e revestimentos

Assim como os materiais, pisos e revestimentos também dependem de um programa de necessidades ajustados, ao lado de um bom projeto arquitetônico e uma especificação de materiais correta. Nos climas quentes e secos, a ventilação com retenção de umidade precisa ser priorizada e em climas secos e frios, o isolamento térmico deve ser a prioridade para garantir o conforto.

Uso e Reutilização de Água

O primeiro passo é reduzir a demanda de água com bons hábitos e dispositivos economizadores. Em um segundo momento, é possível pensar em cogeração de energia e reutilização de água. O mais comum é o sistema de aproveitamento de água da chuva, que dependendo dos índices pluviométricos e necessidade de água não potável da residência, pode dar retorno em menos de um ano.

Casa Sustentável Leroy Merlin, por Gabriela Lotufo e Larissa Oliveira na CASACOR SP 2018

Casa Sustentável Leroy Merlin, por Gabriela Lotufo e Larissa Oliveira na CASACOR SP 2018 (Rafael Luvizetto/CASACOR)

Uso e Reutilização de Energia

Assim como no uso de água, o primeiro passo é a redução e demanda de energia. Aqui, as formas mais sustentáveis de obter energia são através de painéis termo-solares e sistemas fotovoltaicos. O primeiro, que esquenta a água, dá retorno entre 2 e 5 anos, e o segundo, que gera energia elétrica, dá retorno entre 5 e 10 anos.

Biodigestor da SysHaus, de Arthur Casas na CASACOR SP 2018

Biodigestor da SysHaus, de Arthur Casas na CASACOR SP 2018 (Divulgação/CASACOR)

Vegetação

É importante escolher espécies adaptadas ao clima de cada região, pensando na demanda de água de irrigação. A vegetação é um anteparo físico e, por isso, absorve radiação; a moderação climática por evaporação está relacionada à umidade de cada planta.

O telhado verde é uma solução que isola o calor mais do que telhas cerâmicas, mas demanda muita manutenção em locais de difícil acesso. O uso de vegetação no entorno da casa é mais simples e demanda menos trabalho, mas deve ser escolhido de acordo com o tipo de construção, seja esta térrea ou não. No segundo caso, espécies mais altas são a grande aposta.

Tempo, de Renata Tili, Vera Oliveira e Lucas Tell Push, na CASACOR SP 2018

Tempo, de Renata Tili, Vera Oliveira e Lucas Tell Push, na CASACOR SP 2018 (Felipe Araújo/CASACOR)

Redução de resíduos

A composteira é uma saída muito interessante para quem pretende reduzir os resíduos orgânicos dentro de casa. O local mais adequado para posicioná-la é em uma sombra na área externa da residência.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.