Biodigestão: equipamento promete transformar lixo orgânico em energia

HomeBiogas chega ao Brasil com a proposta de gerar até três horas de gás por dia, utilizando apenas resíduo alimentar

Por Evelyn Nogueira Atualizado em 18 fev 2020, 07h43 - Publicado em 30 ago 2018, 16h16

Segundo dados do IPEA, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, 52% do volume total de resíduos produzidos em solo brasileiro é composto de material orgânico. Estes são destinados à aterros sanitários e não recebem o tratamento apropriado. Com o objetivo de diminuir esse número, o HomeBiogas foi desenvolvido para reutilizar o lixo incentivando a reciclagem inteligente.

SysHaus de Arthur Casas na CASACOR São Paulo 2018. Divulgação/CASACOR

Fruto de uma empresa Israelense, o sistema inteligente chega ao Brasil com a proposta de transformar restos de alimento em energia à gás. O HomeBiogas é projetado para ser totalmente manuseado pelo usuário, que deve estimular a reprodução de bactérias. Após adicionar 100 litros de estrume animal e água, o gás começa a ser produzido em até duas semanas. O gás fica armazenado e pode ser utilizado dentro de casa.

Na SysHaus de Arthur Casas, na CASACOR SP 2018, o biodigestor estava localizado no jardim lateral da casa. Divulgação/CASACOR

O digestor produz até três horas diárias de gás, além de um biofertilizante líquido e natural, que pode ser desfrutado na jardinagem e agricultura. Podem ser despejados restos de frutas, vegetais, carnes, derivados de leite e até mesmo ossos.

HomeBiogas Divulgação/CASACOR

Durante a CASACOR São Paulo 2018, a SysHaus, projetada por Arthur Casas também tinha um sistema de biodigestão similar. O produto foi desenvolvido para transformar lixo orgânico em gás para a lareira e também para cozinha, além de adubo para o jardim ou horta e tomadas para veículos elétricos.

Continua após a publicidade
Publicidade