Biofilia: o que é e como incorporá-la na arquitetura

O princípio por trás da biofilia é bastante simples: conectar os seres humanos com a natureza, promovendo bem-estar e conforto emocional

Por Marina Pires Atualizado em 25 fev 2021, 11h13 - Publicado em 24 fev 2021, 13h28
Biofilia: Clariça Lima - Jardim dos Terraços. Três jardins verticais somam quase 2,5 metros de altura e mais de 4 metros de largura. As tramas em serralheria preservam e se adaptam à estrutura original do Jockey, onde se entrelaçam trepadeiras jasmim e guaimbês. Mais de 600 vasos de plantas completam o cenário.
Divulgação/CASACOR

Ao instigar alguém a imaginar um cenário que traga tranquilidade, provavelmente, a primeira imagem que virá ao pensamento é um ambiente que envolva a natureza. Estudos revelam que a presença do verde em um espaço promove bem-estar, sensação de relaxamento, saúde e conforto emocional; assim, projetar ambientes que conectem as pessoas à natureza ganhou importância para arquitetos e designers, popularizando o termo arquitetura biofílica ou design biofílico

O que é biofilia?

Biofilia: o que é e como incorporá-la na arquitetura uma exemplo de contato com a natureza; casa com muito verde; CASACOR SP 2018
Evelyn Muller/CASACOR

O termo ‘biofilia’ é traduzido como ‘amor às coisas vivas‘ no grego antigo (philia = amor a / inclinação a). Por mais que o termo seja de uso recente e esteja se tornando uma tendência gradual na arquitetura e design de interiores, a biofilia foi usada pela primeira vez pelo psicólogo Erich Fromm em 1964 e depois popularizada nos anos 80 pelo biólogo Edward O. Wilson, que detectou como a urbanização promove uma forte desconexão com a natureza.

CASACOR Ribeirão Preto 2019. Terraço do Encontro - Isabela Montans. A parede verde injeta cor no espaço, além de conversar com a decoração natural, marcada pelo forro de bambu e os brises de ferro reutilizado. - Biofilia: o que é e como incorporá-la na arquitetura -
Felipe Araújo/CASACOR

O princípio por trás da biofilia é bastante simples: conectar humanos com a natureza para melhorar o bem-estar. E como os arquitetos podem alcançar essa conexão? Ao integrar a natureza em seus projetos. Cada vez mais prédios corporativos, universidades, hotéis e hospitais buscam estas soluções, estimulando os sentimentos de tranquilidade e satisfação de seus funcionários, clientes e pacientes. 

CASACOR SP 2019- verde no espaço- design biofílico - Biofilia: o que é e como incorporá-la na arquitetura -
Divulgação/CASACOR

A principal estratégia é incorporar as características da natureza aos espaços construídos, como água, vegetação, luz natural e elementos como madeira e pedra. O uso de formas e silhuetas botânicas em vez de linhas retas é uma característica fundamental em projetos biofílicos.

Quais os benefícios da biofilia?

Loft de los Cinco Sentidos - Carla Canepa. Muita luz e verde natural para celebrar o dia, neste ambiente envolvido pelas texturas naturais. O teto aquece e dele vem um conjunto de luminárias pendentes que exploram a madeira no design. - Biofilia: o que é e como incorporá-la na arquitetura -
Rodolfo Sotelo/CASACOR

A biofilia, quando incorporada em prédios e salas, proporciona calma, produtividade, estimula o aprendizado e a criatividade. O contato com a natureza influencia no desenvolvimento das crianças, incitando a imaginação, interação social e sendo capaz de diminuir distúrbios de déficit de atenção. 

Home office do casal; casacor 2019 - Biofilia: o que é e como incorporá-la na arquitetura -
Cristiano Bauce/CASACOR

De acordo com um relatório divulgado pelo Human Spaces no Impacto Global de Design Biofílico no local de trabalho, 15% das pessoas que trabalham em espaços que possuem elementos naturais apresentam um nível de bem-estar maior em relação àquelas que não possuem nenhum contato com a natureza no local de trabalho.

CASACOR 2019. Inspiração ambiente com natureza. - Biofilia: o que é e como incorporá-la na arquitetura -
Felipe Araújo/CASACOR

A tendência é que cada vez mais os projetos biofílicos sejam uma prioridade ao planejar um ambiente de trabalho, resultando, assim, em um aumento de produtividade e criatividade e em uma diminuição do estresse e baixo desempenho dos funcionários. 

Continua após a publicidade
CASACOR 2019. inspiração. ambiente. decoração - Biofilia: o que é e como incorporá-la na arquitetura -
Jomar Bragança/CASACOR

Como incorporar a biofilia na arquitetura e ambientes?

A introdução da arquitetura biofílica nos ambientes pode ser obtida de diversas formas. Conheça e inspire-se nessas ideias dos profissionais da CASACOR

Telhado verde

Composto por vegetação, o telhado verde é mais que uma cobertura, ele  envolve técnicas de impermeabilização e de plantio que devem ser feitas por um profissional qualificado. Entre suas vantagens estão a diminuição do consumo de água potável, redução de inundações e uma melhor qualidade de vida

Jardim vertical

Jardim vertical (ou parede verde) é uma ótima escolha para incluir o design biofílico em um espaço. Por ser super versátil, são inúmeras as possibilidades de aplicação que variam conforme disposição de espaço, tipos de plantas, além de escolha para interior ou exterior do ambiente. 

Materiais naturais

Materiais naturais como madeira, pedra e bambu são preferíveis no design biofílico. Estudos demonstraram que a madeira, por exemplo, relaxa o sistema nervoso autônomo, diminuindo as respostas relacionadas ao estresse. Devido à abundância de tipos, cores e texturas, os materiais naturais oferecem conexão visual e emocional com a natureza e, quando combinados com vegetação e luz natural, criam um rico design biofílico.

Continua após a publicidade
Publicidade