Artboard Created with Sketch.

Madrid Design Festival 2018: IKEA apresenta o design democrático

A marca sueca tem como ideal tornar o design acessível para todos e apresenta sua metodologia durante o festival de design em Madrid

Um projeto de interior no festival projetado pelo time da IKEA.

Um projeto de interior no festival projetado pelo time da IKEA. (Reprodução designboom/CASACOR)

A marca sueca IKEA trouxe novidades para o mercado de móveis no Madrid Design Festival. Seu objetivo é permitir que as criações de profissionais renomados cheguem a um grande número de pessoas, com preços acessíveis. Por meio da produção em escala industrial, ela tornou o design algo mais democrático. Isso não significou, porém, a perda de identidade das peças ou sua unicidade. Junto de grandes nomes, a IKEA produz, em massa, personalidade e beleza.

 (Reprodução IKEA/CASACOR)

“Na IKEA nós acreditamos que o design de qualidade deve estar disponível para todos. Nós chamamos de design democrático, e durante o Madrid Design Festival nós vamos compartilhar como fazemos isso”, explica Marcus Engman, chefe de design da marca. Conheça as coleções da IKEA assinadas por grandes nomes do design que estarão no festival!

Industriell, de Piet Hein Eek

 (Reprodução IKEA/CASACOR)

É uma coleção formada por cadeira de madeira, mesa, banco, prateleira, cerâmicas, peças em vidro e tecido. O maior objetivo de Eek ao desenvolvê-la foi descontruir a noção de produção e uniformidade criando novas formas de lidar com as manufaturas e materiais. Para a série de tecidos, por exemplo, os padrões das toalhas foram desenhados à mão antes de serem costurados à máquina. Isso deixa pequenas variações em cada peça, tornando-as únicas.

Delaktig, de Tom Dixon

 (Reprodução Designboom/CASACOR)

A Delaktig é uma série modular de peças. Feitas de materiais leves, recicláveis e duráveis, as partes podem se agrupar de diversas formas, funcionando como poltronas, sofás, cama e divãs. Uma série de acessórios, também assinados por Dixon, podem personalizar os módulos de acordo com as necessidades do usuário.

Spänst, de Chris Stamp

 (Reprodução IKEA/CASACOR)

Spänst significa “elasticidade” em sueco. Essa série traz à cultura street até o mobiliário, para atingir um público jovem e ativo. Dentre as peças da coleção, estão uma cesta de basquete, um skate, instalações luminosas e um armário.

Omedelbar, de Bea åkerlund

 (Reprodução IKEA/CASACOR)

Esta coleção inclui chapéus de vidro, travesseiros em formato de lábios e penduradores em formato mão. O tom lúdico de personalista transparece em todas as peças. O objetivo é estimular a criatividade e a expressão individual de quem as adquire, independente das convenções sociais e padrões estéticos.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.