Decoração atemporal: como criar um ambiente que está sempre em alta?

A arquiteta Sabrina Salles dá dicas de como criar espaços modernos, sofisticados e alegres usando elementos que podem durar por muitos anos sem sair de moda

Por Yeska Coelho Atualizado em 27 Maio 2022, 16h12 - Publicado em 29 Maio 2022, 10h00
Projeto assinado por Sabrina Salles
Projeto assinado por Sabrina Salles Julia Herman Fotografia/CASACOR

Ano após ano, novas tendências surgem na decoração para acompanhar as mudanças sociais e novos interesses que o público venha a ter. No ano passado, por exemplo, a Pantone definiu que a cor do ano de 2022 seria o Very Peri, um violeta marcante que reflete uma geração mais tecnológica. Por outro lado, existem algumas críticas ao modismo constante e seguir essas tendências, e o estilo atemporal chega como uma forma de estar sempre na moda, sem precisar acompanhar esses novos movimentos.

Para Sabrina Salles, arquiteta que compõe o elenco CASACOR São Paulo 2022, “uma decoração atemporal está repleta de histórias, que não data uma época ou um modismo. Você vê um projeto de 15 anos atrás que ainda está atual, livre de excessos e muito funcionais“. A especialista contou um pouco em entrevista exclusiva para a CASACOR sobre como criar uma decoração surpreendente e que pode ser mantida por vários anos.

Projeto assinado por Sabrina Salles
Projeto assinado por Sabrina Salles Julia Herman Fotografia/CASACOR

A principal vantagem de apostar em um estilo atemporal para o seu lar é que os elementos que o compõem não serão “coisas de momento”, por isso, não oferecem o risco de serem enjoativos ou ainda de serem considerados “fora de moda” em pouco tempo. As tendências da decoração são sempre muito queridas e aceitas, o problema de focar muito nelas é que as modas passam. Os estilos estão em constante mudança e dão lugar a novas, que podem ser totalmente diferentes.

Projeto assinado por Sabrina Salles
Projeto assinado por Sabrina Salles Julia Herman Fotografia/CASACOR

Não há segredos para criar uma decoração atemporal. Sabrina Salles acredita que se trata de “uma arquitetura bem pensada, com design limpo, detalhes de decoração nos objetos, como almofadas, quadros, mesas laterais, que são fáceis de trocar”. Ou seja: para se criar uma decoração que sempre está em dia, é importante buscar a simplicidade.

Continua após a publicidade

É comum pensar que uma decoração atemporal precisa seguir uma paleta sempre voltada para os tons neutros. Isso não é totalmente verdade. Usar cores não é proibido, mas aqui elas são usadas com mais cautela. No lugar de pintar uma parede de amarelo, o recomendado é escolher algum objeto da cor. A diferença é que nessa estética, as estruturas ou móveis que possuem uma longa vida útil terão cores e texturas que não enjoam facilmente. Mas, nada impede de utilizar cores em um item e depois substituí-lo quando se cansar (ex: almofadas, adornos, mantas, roupas de cama, etc).

Projeto assinado por Sabrina Salles
Projeto assinado por Sabrina Salles Julia Herman Fotografia/CASACOR

“Você consegue deixar a base neutra, e sempre trabalhar com um toque diferente onde você consegue mudar. O piso e a marcenaria você não consegue alterar em um período de pelo menos 15 anos, ela fica perene e não necessita a troca. Investir nessa base neutra é o segredo para decoração atemporal“, explica Sabrina Salles.

Projeto assinado por Sabrina Salles
Projeto assinado por Sabrina Salles Julia Herman Fotografia/CASACOR

A mesma regra das cores pode ser aplicada também em itens da moda. Uma decoração atemporal não precisa banir todos esses elementos, mas priorizar e definir onde eles devem ficar e o grau de protagonismo que precisam ter. Como dica, a especialista aconselha sempre priorizar coisas que não desgastem com o tempo: “Tudo que você usa entre 10/15 anos, coisas que não desgastam com o tempo, você investe em peças neutras, escolher bem o sofá, marcenaria e revestimentos e isso faz durar mais”. Já as peças secundárias, menores e fáceis de trocar, é possível colocar um toque a mais de ousadia e tendência.

Continua após a publicidade

Publicidade