O poder transformador da arte de parede na visão destes 5 artistas

Com traços únicos e personalizados, esses artistas dão vida às paredes brancas e transformam a arte de parede em um item indispensável ao décor

Por Marina Pires Atualizado em 17 jun 2021, 19h46 - Publicado em 17 jun 2021, 15h00
arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Marcela Amaro/CASACOR

A necessidade de consumir arte cresceu durante a pandemia da Covid-19. Por estarem passando mais tempo dentro de casa, as pessoas começaram a observar e avaliar os cômodos, móveis e objetos à sua volta, e assim, a necessidade de investir em espaços visualmente confortáveis cresceu.  

arte de parede; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art; monocromático
Renan Alves/CASACOR

Não importa se é colorida, monocromática, abstrata ou temática, o fato é que a arte em parede dá um novo sentido ao décor, tornando-se uma opção divertida, saudável e moderna para dar uma repaginada no ambiente. 

A seguir, conheça 5 artistas talentosos que impressionam pelos seus traços únicos e personalizados. 

1- Marcela Amaro

 

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Marcela Amaro/CASACOR

Com a delicadeza de seus traços e a força de seu feminino, Marcela Amaro é uma “arquiteta que virou tinta”. Formada em arquitetura, porém trabalhando há quatro anos neste universo da arte, a jovem artista de 26 anos impressiona por ter um desenho limpo, com cores sólidas e visualmente confortáveis.   

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Marcela Amaro/CASACOR

O traço orgânico de Amaro mistura lembranças de diferentes fases da sua vida com o universo irreal. “Sempre falo que a visão artística é muito diferente da visão comum. Nós, artistas, somos como uma esponja: conseguimos absorver diferentes coisas do cotidiano”, conta. 

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Marcela Amaro/CASACOR

Não importa o cômodo da casa ou o tamanho da parede, a arte de Marcela conversa com a decoração do espaço, trazendo harmonia e provocando sensações. 

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Marcela Amaro/CASACOR

“A arte de parede tem uma questão sentimental e uma presença muito forte no ambiente, e por mais que o trabalho seja meu, é o cliente que vai conviver com ela”, explica Marcela.

2- Bruno “BR” Bogossian

 

arte de parede; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Bruno “BR” Bogossian/CASACOR

Foi durante a faculdade de design, em 1998, que o artista Bruno “BR” Bogossian começou a grafitar as paredes da cidade do Rio de Janeiro. Aquilo que começou apenas como um hobby, hoje virou profissão. 

arte de parede; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Bruno “BR” Bogossian/CASACOR

Hoje, Bruno é reconhecido por sua arte que expressa o substantivo “liberdade” ao misturar diferentes cores, formas e técnicas. “Meu trabalho é sobre liberdade e natureza. Para mim, Deus está na natureza e eu gosto de exaltar isso.” 

arte de parede; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Bruno “BR” Bogossian/CASACOR

Durante a pandemia, o artista produziu uma série de pequenos quadros com um valor acessível e doou metade do dinheiro arrecadado ao coletivo Vidiga na Social, que atua no Morro do Vidigal, RJ, onde o artista mora. 

casacor rio de janeiro 2021 rj ambientes decoração arquitetura mostras tatiana lopes pessoa mendes sala intima hospede
André Nazareth/CASACOR

Bogossian também marcou presença na CASACOR Rio 2021 colorindo a Sala Íntima, projetada pelas arquitetas Tatiana Lopes e Tatiana Pessoa Mendes, e celebrou o reconhecimento e o consumo de arte pelas pessoas durante o período de isolamento. 

“As pessoas ficaram em casa olhando para a parede em branco e sentiram a necessidade de consumir arte, então, é muito legal ver como a arte tornou-se essencial para alegrar o dia a dia”.

3- Mura

 

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Mura/CASACOR

Giulia Yoshimura, mais conhecida como Mura, abraça a arte botânica de todas as formas. Recém-formada em arquitetura, a jovem de 24 anos pintava um pouco de tudo no começo. “Se me pedissem para pintar o Poderoso Chefão na parede, eu topava”. 

Continua após a publicidade

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Mura/CASACOR

Com muito estudo, pesquisa e autoconhecimento, Mura foi crescendo organicamente e afunilando seu estilo. Trabalhou durante um ano com o grafiteiro Binho Ribeiro – um dos mais reconhecidos streets artists do Brasil –, que a incentivou a tocar sua carreira solo na arte. 

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Mura/CASACOR

A arte botânica de Mura é vibrante, colorida, delicada e de contemplação. Cada detalhe revela características marcantes não só da natureza, mas também da artista que sempre busca estudar suas inspirações.

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Barbara Brasil/CASACOR

“Conforme eu fui gostando de pintar plantas, percebi que não queria fazer o que era comum, então, comecei a pesquisar sobre novas espécies e me aprofundar no estudo da botânica”, conta a artista.

4- Renan Alves

 

arte de parede; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art; monocromático
Renan Alves/CASACOR

As linhas orgânicas do artista Renan Alves convidam a imaginação das pessoas a trabalhar, uma vez que seus traços não são um objeto ou a representação de algo que já existe. “Se você disser a alguém que você desenha flores, fica fácil de imaginar, mas se você chegar e disser que desenha linhas pretas, fica mais desafiador.”

arte de parede; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art; monocromático
Renan Alves/CASACOR

Formado em engenharia mecânica, Renan começou sua carreira como artista de parede há pouco tempo, porém seu talento o acompanha desde a infância.

Durante os meses de isolamento social, o artista de 28 anos aprimorou seus traços e percebeu que seu trabalho ganhou uma visibilidade e procura como nunca antes. “Parece que as pessoas passaram a querer colocar algo novo dentro de casa que antes não tinham.” 

arte de parede; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art; monocromático
Renan Alves/CASACOR

O artista mergulha no universo sólido e monocromático das cores, classificando seus traços com o substantivo transformação. “Eu sinto que as linhas vão se transformando no meio da minha arte. Se transformando em algo que não sei”, confessa Renan. 

arte de parede; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art; monocromático
Renan Alves/CASACOR

“Quando vejo minha arte, sinto que ela visualmente conversa com a pessoa; que ela passa alguma mensagem”, complementa.

5- Vitoria Borges

 

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Vitoria Borges/CASACOR

O sonho da jovem artista Vitoria Borges sempre foi trabalhar com arte de parede, porém, nunca achou que esse hobby tornaria-se um trabalho de fato. Chegou a cursar dois anos de ciências sociais na faculdade, mas logo percebeu que sua matéria preferida era a arte. 

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Vitoria Borges/CASACOR

Em 2019, a artista passou uma temporada nos Estados Unidos e de lá trouxe diversas referências que cercam seu estilo. Borges inspira-se em um compilado de pequenas coisas dentro do universo da arte e da cultura para criar seu traço cheio de delicadeza e capricho

“Eu nunca tenho uma única referência no processo de criação. Ele sempre envolve música, podcasts, estudos sobre a história da arte, ou seja, são várias referências para que eu consiga chegar no que estou fazendo hoje”, conta Vitoria Borges. 

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Vitoria Borges/CASACOR

A jovem artista também afirma que, assim como ela, seus traços estão sempre em frequente mudança. “O que me encanta na minha arte é que ela tem uma constância, mas também uma constância que está sempre mudando.

arte em parede; artistas mulheres; traços finos; decoração; arquitetura; design de interiores; arte; wall art
Vitoria Borges/CASACOR

“Alguns meses atrás eu estava desenhando muito floral e agora tenho explorado e gostado muito de desenhar frutas, trazendo um pouco de brasilidade para minha arte”, revela Vitoria.

Continua após a publicidade

Publicidade