Snøhetta projeta Grande Ópera de Xangai

Centro de difusão cultural e artístico é desenhado pelo escritório norueguês com inspiração no movimento do corpo humano

Por Giovanna Jarandilha Atualizado em 17 fev 2020, 16h38 - Publicado em 18 abr 2019, 17h28

O escritório norueguês Snøhetta divulgou o visual do projeto da Grande Ópera de Xangai. A arquitetura arrojada contém um teto em espiral que conecta o prédio de cima à baixo por meio de estruturas semelhantes à degraus.

Snøhetta/CASACOR

Serão reunidos restaurantes, galerias, exibições, museus, bibliotecas e cinemas nas dependências da Ópera, de maneira a torná-la um centro influente de arte. O objetivo é popularizar o espaço, aproximando os mais variados tipos de público da cultura tradicional e experimental da China e do mundo.

Snøhetta/CASACOR

A estética do projeto tem inspiração na dança e no dinamismo do corpo humano, sendo que sua forma espiralada dá a impressão de estar em movimento. O caminho semelhante a uma escada que leva da praça de entrada à cobertura, além de oferecer uma vista dos arredores e da totalidade de Xangai, também dá acesso a um palco e um ponto de encontro para grandes eventos ou mesmo na casualidade do cotidiano.

Snøhetta/CASACOR

As linhas que compõem o movimento do teto também são usadas nos corredores, em três auditórios e no hall. O interior é composto por pisos de madeira de carvalho e por tons de vermelho escuro, que se abrem pelas amplas vidraças de luz natural.

Snøhetta/CASACOR
Continua após a publicidade
Publicidade