Artboard Created with Sketch.

Retrospectiva João Armentano, o arquiteto de volumes e traços equilibrados

O arquiteto referência no mercado nacional e internacional soma diferentes participações nas mostras da CASACOR. Relembre alguns de seus trabalhos

 (Lufe Gomes/CASACOR)

Dono de um traço sem igual, um talento nato, que tornou seu nome referência na arquitetura brasileira, João Armentano é reconhecido por expandir o potencial da arquitetura das cidades, explorando o melhor de sua volumetria e natureza. Com mais de 30 anos de experiência em arquitetura, interiores e decoração, o arquiteto paulista se consolidou com um estilo equilibrado, que harmoniza linhas brutas e transforma espaços com a irreverência que lhe é característica.

Como objetivo de seus projetos, o arquiteto costuma dizer que conforto e beleza são indispensáveis. Armentano brinca com as formas, contrapondo linhas e ângulos retos a volumes mais arredondados. Com referências modernistas, seu traço valoriza a iluminação natural e cênica, as linhas minimalistas, os materiais sustentáveis e as obras de arte. Elementos como vidro, madeira, concreto e mármore aparecem como seus preferidos, dialogando entre si em um equilíbrio de suas propriedades.

A metragem de um projeto pouco importa a Armentano — 4 ou 4 mil m², o importante é fazer com que o morador se sinta acolhido em seu próprio lar. Em suas participações nas mostras da CASACOR ao longo dos anos, o arquiteto provou que é possível imprimir um estilo único no décor, ainda que este seja confortável, convidativo e estabeleça um laço afetivo com o visitante.

Sua história com a marca começou entre 12 de junho e 1º de julho de 1990, quando a CASACOR ocupou a mansão modernista do número 271, da Rua Oliveira Pimentel, no Jardim Paulista. Projetada pelo arquiteto Gregori Warchavchik, a casa ainda contava com inacreditáveis jardins assinados por Burle Marx. Cerca de 17 mil pessoas visitaram o evento, que repetiu o sucesso da loja coordenada pela entidade Lar Escola São Francisco. Vinte e nove arquitetos e decoradores participaram da exposição, entre eles os estreantes Beto Galvez, Nórea De Vitto, Arthur de Mattos Casas, Brunete Fraccaroli e João Armentano.

Desde então, sua relação com a CASACOR não parou de progredir. Em 2006, ele encabeçou a criação do Apartamento do Futuro. Três anos depois, o arquiteto voltou à mostra paulistana com o Fuori Cittá, uma reinterpretação das tendas árabes onde móveis vintage e de alto design apareceram descontraídos, em um layout solto. Armentano marcou outras três inesquecíveis participações em São Paulo, em que desenhou verdadeiros refúgios, onde os conceitos de integração, leveza e conforto se fizeram indispensáveis. Confira na galeria uma seleção com os 5 projetos favoritos do arquiteto na CASACOR!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.