Pavilhão holandês da Dubai Expo terá microclima próprio

No centro do edifício, haverá uma enorme torre coberta de plantas, permitindo que o espaço funcione como um biótopo

Por Fernanda Drumond Atualizado em 17 fev 2020, 16h42 - Publicado em 18 jan 2019, 14h31
Divulgação/CASACOR

O pavilhão holandês na Dubai Expo 2020 usará uma torre de planta para criar seu próprio microclima. O projeto está sendo desenvolvido pela V8 Architects, colaborando com Expomobilia, Kossmann Dejong e Witteveen + Bos, no distrito de sustentabilidade da feira.

No centro do edifício, haverá uma enorme estrutura em forma de cone, coberta por anéis concêntricos de plantas. Isso permitirá que o espaço funcione como um biótopo – um ambiente naturalmente controlado com seu próprio microclima.

Divulgação/CASACOR

“Nós projetamos um pavilhão, que é mais um biótopo do que um prédio”, disse a equipe de design em vídeo, “um mundo em miniatura, onde o clima é controlado naturalmente – água, energia e alimentos estão intrinsecamente conectados”.

Divulgação/CASACOR

O cone central será envolvido por um edifício retangular e visível para os visitantes da exposição por fora do pavilhão, através de sua fachada transparente. Dentro haverá um amplo espaço para exposições, além de um auditório, restaurante, sala VIP e loja.

Divulgação/CASACOR

O edifício temporário será construído inteiramente a partir de uma combinação entre materiais adquiridos ou alugados localmente e, após a exposição, serão devolvidos e reutilizados.

Divulgação/CASACOR

O pavilhão é o resultado de um projeto de vários anos da Holanda para pesquisar as relações entre os recursos na região do Golfo. O tema central busca conectar a água, a energia e o alimento.

A Dubai Expo deve atrair mais de 25 milhões de visitantes, com master-plan da HOK e arquitetos da Foster + Partners, BIG e Grimshaw projetando pavilhões.

Continua após a publicidade
Publicidade