Ricardo Bello Dias leva CASACOR São Paulo à Marte no Deca Lab

Um laboratório futurista no centro da mostra paulistana faz refletir sobre inovação e design, além de despertar a atenção para a sustentabilidade

Por Luciana Andrade - Atualizado em 1 out 2020, 11h54 - Publicado em 7 jun 2019, 13h27
Rafael Renzo/CASACOR

Escute o Podcast agora no Spotify: https://spoti.fi/2EQ3V0X

Impossível visitar a CASACOR São Paulo e não se surpreender com a nave espacial pousada em um espelho d’água no centro da mostra. A ousadia e a visão futurista são do arquiteto pernambucano Ricardo Bello Dias, radicado em Milão, que assina o Deca Lab.

O projeto conceitual e o pensamento que o orienta apontam para o futuro. Em pauta, uma reflexão sobre sustentabilidade e tecnologia em favor do bem-estar, entre outros temas urgentes.

Neste laboratório instigante, que resulta de um extenso trabalho de pesquisa, Ricardo Bello Dias desenha um local que permite ao homem explorar um universo sem fronteiras. A nave tem 8 metros de diâmetro e possui estrutura metálica nas cores cobre e preto. Uma passarela atravessa a instalação, criando acessos pelos dois lados do ambiente. Ao redor, quatro pontos lançam colunas de água, como se fossem gêisers.

Rafael Renzo/CASACOR

O interior lembra o de uma estação espacial – o arquiteto imaginou a nave como se estivesse situada em Marte. Há ambientes convencionais de uma casa, como o quarto com uma cama e banheiro.

Rafael Renzo/CASACOR

A inovação também está no DNA da Deca, que convidou Ricardo Bello Dias para assinar o seu espaço. Os lançamentos da marca são valorizados com uma visão humanizada, conectada com o desenvolvimento sustentável.

Continua após a publicidade
Rafael Renzo/CASACOR

Para imprimir sua personalidade, Bello Dias desenvolveu quatro modelos de torneiras, cada uma para um tema trabalhado na nave. Um destes modelos é a torneira de mesa e bica alta, com uma argola acoplada (na imagem abaixo, à direita), por onde o acionamento é feito com um toque.

Rafael Renzo/CASACOR

Aliás, dos cinco exemplares da torneira instalados no Deca Lab, quatro delas são funcionais. Delas saem líquidos na cor metálica, cobre e dourada. Ainda foram utilizadas no espaço as cubas de apoio redondas com assinatura de Jader Almeida, no acabamento ébano fosco.

Contornando a parte interna do Deca Lab, quatro mesas com 4 metros de comprimento servem de apoio para os produtos da marca. Na parte de cima das mesas, telões transmitem imagens de Marte, vídeos científicos e de artistas digitais. Essas intervenções são mescladas a imagens de processos tecnológicos e de design que já fazem parte da realidade da Deca, para transportar os visitantes a outro universo.

Rafael Renzo/CASACOR

O Deca Lab também está em fina sintonia com o tema da mostra, Planeta Casa, com o uso da tecnologia e da sustentabilidade para tornar o cotidiano mais simples e dinâmico.

Rafael Renzo/CASACOR

Uma curiosidade que revela o alcance da pesquisa do arquiteto e sua imersão no projeto é a inspiração no Ciclo de Krebs da Criatividade. Ele foi baseado no modelo desenvolvido pela arquiteta Neri Oxman, que também é designer e membro do MIT Media Lab.

O ciclo de Krebs, na química, se refere às reações que ocorrem na vida da célula e seu metabolismo. Já este esquema representa a produção de energia intelectual. Ela surge da interação dos quatro campos de exploração da criatividade: Ciência, Engenharia, Design e Arte.

Continua após a publicidade
Publicidade