Artboard Created with Sketch.
Ao vivoLoft de Olegário de Sá e estúdio de 29 m² no TV CASACOR

A vontade de não querer mais sair de casa; é esta a sensação que a Cozy House, ambiente da CASACOR São Paulo 2019, provoca no visitante. Já no estúdio, desenvolvido pela designer de interiores Marcela Pepe, a mulher contemporânea é a grande inspiração.

Desafios da sustentabilidade em CASACOR é tema de talk na Feicon

Na próxima quinta-feira, Darlan Firmato lidera o debate "Desafios em conciliar a excelência da arquitetura de interiores e a sustentabilidade"

 (Andrea Benedetti/CASACOR)

Na próxima quinta-feira, dia 11 de abril, às 11h15, o arquiteto e gestor de sustentabilidade de CASACOR Darlan Firmato lidera o talk “Desafios em conciliar a excelência da arquitetura de interiores e a sustentabilidade” na Arena Casa24h da Feicon Batimat, no São Paulo Expo.

Durante a palestra, Darlan apresentará o compromisso da mostra com a sustentabilidade e as metas para o reconhecimento como evento sustentável. A CASACOR São Paulo e todas as suas franquias têm tomado, nos últimos 5 anos, uma série de medidas que englobam, entre outras coisas, a redução de resíduos e do consumo de água, o reaproveitamento de materiais e a eficiência energética. Além disso, a mostra apresenta ao público métodos sustentáveis de inovar em projetos paisagísticos, de construção e decoração.

 (Divulgação/CASACOR)

Durante todo o período de montagem e desmontagem, a equipe CASACOR orienta os profissionais e seus colaboradores nos mais diversos temas, tais como organização, limpeza, gestão de resíduos, bom uso da água e energia, preservação do patrimônio histórico e arbóreo, segurança do trabalho, prevenção de incômodos e poluição. O engajamento dos profissionais com a sustentabilidade é verificado tanto em seus projetos quanto no período de montagem.

Como resultado, somente em 2018, a mostra valorizou certa de 2,4 mil toneladas de materiais, entre gesso, plásticos, vidro, isopor, entulho e material orgânico, dentre outros. Com suas políticas de sustentabilidade e a implementação de sua Central de Valorização de Resíduos, 99,3% dos materiais totais utilizados foram desviados de aterros e tiveram destinação adequada. O material orgânico, foi separado e destinado para a área de compostagem, na qual, até a desmontagem da mostra, foram produzidas e distribuídas 9 toneladas de adubo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.