Dia dos Namorados: conheça os casais elenco CASACOR que trabalham juntos

Felipe e Luciana da Plantar Ideias; Ieda e Silvio da Korman Arquitetos; e Fred e Fernanda, do absbenedetti, contam suas histórias no amor e nos negócios

Por Yeska Coelho Atualizado em 13 jun 2022, 09h44 - Publicado em 12 jun 2022, 10h00

A data mais romântica de todas chegou e casais do Brasil inteiro se preparam para comemorar e presentear a pessoa amada. Além de flores e chocolates, relembrar bons momentos e celebrar conquistas em conjunto também é essencial. Na CASACOR, casais que compõem o nosso elenco contaram um pouco sobre sua trajetória e sobre como é trabalhar junto.

Felipe e Luciana, da Plantar Ideias; Ieda e Silvio, da Korman Arquitetos; e Fred e Fernanda, do escritório absbenedetti contaram um pouco sobre suas vidas de casal e sócios  – e, nos três casos, as duplas afirmam que é possível manter um negócio com a pessoa amada mantendo separadas a vida profissional e a pessoal. Na verdade, segundo eles, elas até se complementam.

A seguir, confira os relatos e conheça mais sobre as histórias dos respectivos casais!

Felipe Stracci e Luciana Pitombo (Plantar Ideias)

 

Felipe Stracci e Luciana Pitombo do Plantar Ideias.
Felipe Stracci e Luciana Pitombo do Plantar Ideias. Reprodução/CASACOR

Felipe Stracci e Luciana Pitombo se conheceram na faculdade – ele, no último ano, e ela no primeiro. Após Luciana retornar de um intercâmbio de seis meses, em 2009, eles começaram a namorar.

A parceria de vida começou de maneira simples, mas nos negócios não foi tão simples assim. “Foi zero romântico”, descreveu Felipe. Na época, Luciana estava trabalhando em uma empresa que não gostava e pediu demissão – isso no começo de 2016. Após 15 dias da decisão, Felipe foi mandado embora.

“A gente procurava trabalho e achava projetos”, contou Felipe, e assim o Plantar Ideias foi ganhando forma.

Lao Design e Plantar Ideias - Porto dos Nós. Projeto da CASACOR Rio de Janeiro 2019.
Lao Design e Plantar Ideias – Porto dos Nós. Projeto da CASACOR Rio de Janeiro 2019. André Nazareth/CASACOR

O projeto de destaque do casal foi a restauração do Parque Ibirapuera. Felipe era aluno da escola de jardinagem do parque e surgiu a oportunidade de capitanear a evolução do espaço. Para eles, é uma honra trabalhar em uma obra que já contou com as mãos de Niemeyer e que, sem dúvidas, é um espaço democrático muito importante para a cidade. “É uma questão além da financeira, é emocional, sustentável”, conta.

Uma coincidência: Antonio Carlos Pitombo, avô de Luciana, trabalhou junto de Eduardo Corona e Roberto Tibau na obra do Planetário do parque do Ibirapuera, um dos espaços que contará com uma remodelação capitaneada pela dupla. 

Metade da laranja

 

Plantar Ideias -Paisagens de Luz CCSP-2018
Plantar Ideias – Paisagens de Luz. Projeto da CASACOR São Paulo 2018. Julia Ribeiro/CASACOR

Felipe contou que Luciana não é a metade da sua laranja, mas que os dois se completam muito dentro de suas individualidades. “Temos personalidades muito distintas. A gente não se entende como metade da laranja porque somos indivíduos únicos com qualidades e defeitos”.

Fernanda Abs e Fred Benedetti (absbenedetti)

 

Fred Bendetti e Fernanda Abs
Fred Benedetti e Fernanda Abs, sócios à frente do escritório absbenedetti. Divulgação/CASACOR

Fernanda Abs e Fred Benedetti, à frente do escritório absbenedetti, tiveram uma história de amor completa: se conheceram na faculdade, namoraram, casaram, e só depois se encontraram no mundo dos negócios e viraram sócios.

Fred cursava Administração de Empresas pela Fundação Armando Alvares Penteado, enquanto Fernanda fazia Arquitetura e Urbanismo pelo Mackenzie. Posteriormente, ele foi para a Arquitetura também. “Nós dois acabamos fazendo duas faculdades: ela me ajudava com os trabalhos da faculdade porque ela já tinha se formado, e eu ensinava sobre administração”, contou Fred.

Projeto assinado por absbenedetti
Projeto assinado por absbenedetti Divulgação/CASACOR

Fernanda aproveitou bem as ‘aulas de administração’ que recebeu do parceiro e criou seu próprio escritório de arquitetura. Na época, Fred trabalhava em uma empresa de obra corporativa. Em 2004, decidiram trazer a química do relacionamento para os negócios e se tornaram sócios.

Projeto assinado por absbenedetti
Projeto assinado por absbenedetti Divulgação/CASACOR

A filosofia do escritório espelha o casal: “Consideramos cada projeto como único, não importando sua dimensão, seja interiores ou arquitetura. Nosso compromisso é o de utilizar materiais naturais com elegância e simplicidade, criando desenhos atemporais”.

Continua após a publicidade

Projeto Casa da Árvore

 

Casa na Árvore - CASACOR São Paulo 2008
A Casa na Árvore, projeto do escritório absbenedetti, contou com a parceria do paisagista Luiz Carlos Orsini. Evelyn Muller/CASACOR

Em 2008, Fred e Fernanda foram convidados para a CASACOR, mas não se encantaram por nenhuma das opções de lofts para criar um projeto. Viram a área externa e pensaram na possibilidade uma casa na árvore – longe daquela ideia infantil, mas como um verdadeiro refúgio em meio a natureza, com elegância e sofisticação para adultos.

absbenedetti - Casa na Árvore. Projeto da CASACOR São Paulo 2008.
absbenedetti – Casa na Árvore. Projeto da CASACOR São Paulo 2008. Reprodução/CASACOR

Eles criaram um espaço que era capaz de reconectar o corpo e a mente junto à natureza. Para isso, investiram em madeira cumaru e outros elementos naturais para trazer um aconchego maior.

Foi um verdadeiro marco para a carreira da dupla (e para a história da CASACOR São Paulo). O projeto rendeu aos arquitetos o prêmio “Olga Krell” apresentado na CASACOR 2008, em São Paulo.

Ieda Korman e Silvio Korman (Korman Arquitetos)

 

Ieda, Silvio e Carina Korman
Da direita para a esquerda: Ieda, Silvio e Carina Korman. Divulgação/CASACOR

Ieda e Silvio Korman são um casal veterano – tanto na vida em conjunto como na CASACOR. Juntos há 50 anos, a história do casal começou como o roteiro de um filme: “Eu saí com o amigo dele e ele com uma amiga dela. Eu já tinha gostado dele [Silvio], mas ele não me dava bola”.

Em vários momentos durante a entrevista, Ieda contou sobre como mesmo antes de se envolverem ela tinha Silvio como um herói. Ele já era formado em arquitetura pelo Mackenzie e ela estava prestando vestibular para o mesmo curso da FAU/USP.  “Quando eu estava prestando o vestibular, ele entrou na prova para me desejar boa sorte”, conta Ieda.

Projeto da Korman Arquitetos
Divulgação/CASACOR

O casamento aconteceu depois de dois anos que começaram a namorar. Ieda tinha 19 anos e contou que, apesar da pouca idade, teve muita sorte, porque Silvio sempre a apoiou e incentivou ela a ser o que queria ser. “A maioria das coisas que eu sei hoje eu não aprendi na faculdade, foi com ele”, conta.

Nem tudo são flores

 

Projeto da Korman Arquitetos
Divulgação/CASACOR

O começo da Korman Arquitetos não foi fácil. “Os tempos eram outros, os arquitetos eram decoradores e apenas pessoas com muito dinheiro buscavam profissionais”, explica Ieda.

A carreira alavancou depois de um conselho da filha, Carina, que tinha mais ou menos 14 anos na época – e que depois acabou também entrando na sociedade dos pais –, que provocou os pais a aparecerem mais na mídia e exibirem seus projetos.

“A gente cresceu junto: tanto eu e o Silvio, como nossos fornecedores e clientes. Tenho clientes que estão comigo desde que comecei, desde o primeiro apartamento”.

Projeto da Korman Arquitetos
Divulgação/CASACOR

Atualmente, o trio Silvio, Karina e Ieda trabalham juntos. “Nossa relação é super boa. Cada um tem seus trabalhos, sua conta no banco e o seu dinheiro”.

Para além das finanças, o trio acredita e tem como filosofia que cada projeto é único, assim como a família; e o que vale de verdade é a alma e a troca que podem ter entre si, seus clientes e as suas filosofias de vida.

Continua após a publicidade

Publicidade