Projeto do Parque Augusta resgata elementos históricos de São Paulo

O Parque Augusta completou um mês desde a sua inauguração e tem como propósito resgatar a história da cidade de São Paulo

Por Redação Atualizado em 8 dez 2021, 16h16 - Publicado em 8 dez 2021, 15h00
Parque Augusta
Daniel Ducci/CASACOR

O Parque Augusta é um projeto bastante emblemático em São Paulo, que sofreu uma série de barreiras e alterações até chegar no que é hoje: um espaço que resgata a história da cidade e oferece uma deliciosa área verde para desfrutar da cidade.

O projeto foi assinado pelo arquiteto e urbanista Samuel Kruchin, da Kruchin Arquitetura, em uma parceria que envolveu SETIN Incorporadora, Cyrela e Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente da Prefeitura da Cidade de São Paulo (SMVA). A inauguração aconteceu no dia 06 de novembro deste ano.

Parque Augusta
Daniel Ducci/CASACOR

Com pouco mais de um mês desde a sua abertura, o parque já chegou a receber em um único dia mais de 21 mil pessoas (segundo informações da Prefeitura de São Paulo), ocupando a área de aproximadamente 24.700 m².

Continua após a publicidade

Além de aproveitar dos espaços públicos arborizados, o arquiteto deu uma atenção especial para resgatar a história da cidade no projeto. “O mais relevante de todo processo foi incorporar registros históricos que estavam soterrados. É um parque que ajuda a contar também parte da história da educação na capital, dos seus espaços públicos e dos seus jardins”, comenta Samuel Kruchin.

Parque Augusta
Daniel Ducci/CASACOR

O terreno está localizado nos antigos terrenos da Escola Santa Mônica, do Instituto Sedes Sapientiae e o do tradicional Colégio Des Oiseaux – esse último, inclusive, inspirou a criação do Jardim Des Oiseaux.

As construções históricas datam o século XX, e para dar vida, o arquiteto restaurou a portaria original da Escola Santa Mônica, do muro para a rua Augusta e de uma das construções secundárias do Jardim Des Oiseaux. Nesta construção, foi preservada uma interferência feita no longo período de inatividade do lote: o graffiti de um tamanduá, criação de um artista anônimo.

Continua após a publicidade

Publicidade