Parque Ecológico da Pampulha recebe instalação criada para a CASACOR MG

A instalação Oca foi assinada pelo trio de arquitetos Bárbara Barbi, Jéssica Sarriá e Murad Mohamad originalmente para a CASACOR MG 2019

Por Redação Atualizado em 18 ago 2020, 14h34 - Publicado em 17 ago 2020, 11h31
Gustavo Xavier/CASACOR

Os parques municipais de Belo Horizonte continuam fechados à visitação como medida preventiva contra a Covid-19, mas isso não significa que os cuidados com as áreas verdes tenham ficado sem os devidos cuidados. Em breve as pessoas retornarão às ruas e quem passar pelo Parque Ecológico da Pampulha será contemplado com uma obra de arte e espaço de convivência a céu aberto. Trata-se da Oca, instalação em estrutura metálica inspirada nos projetos de Burle Marx, assinada pelos arquitetos Bárbara Barbi, Murad Mohamad e Jéssica Sarrià. A instalação foi apresentada na última edição da CASACOR Minas e agora irá de encontro ao público em uma região reconhecida pela presença de trabalhos do famoso paisagista brasileiro.

Oca foi o projeto vencedor entre os mais 250 projetos inscritos na edição mineira do Archaton – concurso de arquitetura voltado para profissionais no início de carreira. Os arquitetos cariocas Murad Mohamad e Jéssica Sarriá (ambos com 28 anos), em parceria com a arquiteta mineira Bárbara Barbi (26 anos) implantaram o projeto em uma generosa área externa de 200 m2 na memorável 25ª edição da mostra mineira realizada em outubro de 2019, no Palácio das Mangabeiras, aos pés da Serra do Curral.

Gustavo Xavier/CASACOR

A natureza foi a principal inspiração dos arquitetos na escolha da paleta de cores adotada no projeto, nos tons que remetem às montanhas, além dos materiais utilizados, como as pedras de texturas naturais e a madeira do deck, que compunha a instalação na CASACOR. Mas o deck de madeira não será implantado no Parque para não gerar custos de manutenção. No centro da obra se ergue uma estrutura vertical montada a partir de 420 ripas de metal oxidado, em forma de caracol, formando um conjunto arquitetônico totalmente orgânico, no estilo Burle Marx.

Após o encerramento da mostra de decoração, os arquitetos precisavam de um espaço para instalação permanente da estrutura. Foi aí que entrou em cena o Movimento Gentileza, promovendo a parceria entre a CASACOR, a Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica e os três arquitetos autores da obra, que escolheram o Parque Ecológico da Pampulha, local que agora conta sua primeira obra de arte a céu aberto.

Continua após a publicidade
Publicidade