Sebastian Herkner é eleito o designer do ano pela Maison&Objet de 2019

O limite entre tradicional e moderno marca o trabalho do profissional de apenas 37 anos. Saiba mais:

Por Evelyn Nogueira Atualizado em 17 fev 2020, 16h47 - Publicado em 31 out 2018, 18h14
Sebastian Herkner Divulgação/CASACOR

Considerada como um dos maiores eventos do universo do design, a Maison & Objet Paris elege o designer do ano em todas as edições, com o intuito de reconhecer os talentos ao redor do mundo. Em janeiro de 2019, Sebastian Herkner foi o escolhido para ser prestigiado.

Com apenas 37 anos, o profissional estudou na Universidade de Arte e Design de Offenbach está envolvido em um alto número de parcerias com marcas de design – 21 projetos somente neste ano com a Moroso, dedon, Thonet e Lintello, entre outras – além de ter recebido cerca de 30 prêmios de reconhecimento do seu trabalho, apenas nesta década.

As criações de Sebastian são marcadas pelo limite entre tradicional e moderno: a criação de peças fazem uma fusão entre tradição e criatividade; novas tecnologias e feito à mão. Seu amor pelo artesanato tradicional guiou seu primeiro trabalho nesta onda, com a Mesa Bell, onde prato de aço e latão se apoiam sobre uma base de vidro soprado à mão.

Mesa Bell Divulgação/CASACOR

O gosto por desafios, combinado ao desejo implacável de desbravar territórios inexplorados, levaram Sebastian a projetar óculos, bicicletas e frascos de perfumes. O profissional ainda embarcou em um estágio com Stella McCartney, interessado em processos de fabricação do mundo da moda e em entender como cores relacionam-se entre si. A combinação de cores foi aperfeiçoada ao longo de sua carreira, sustentados por seu estilo. “A cor é normalmente a última coisa que os designers pensam. Para mim, é sempre o ponto de partida para todo o processo de design”, conta.

Mesa GRACE Divulgação/CASACOR

A inspiração multicultural é transmitida no trabalho de Sebastian, que mata sua sede criativa em diversos lugares: no estúdio, cercado por uma equipe que veio de diferentes lugares do mundo e também em suas viagens, onde visita artesãos locais, lojas de design e fábricas. Sua fonte de inspiração está sincronizada com o anseio por autenticidade e o desejo de usar materiais sustentáveis. Seu trabalho é ético, comprometido e totalmente imerso no processo criativo.

Luminária MOIRA Divulgação/CASACOR
Continua após a publicidade
Publicidade