O MASP completa 50 anos! Veja uma breve história do museu

Com projeto arquitetônico de Lina Bo Bardi, o museu foi transferido para a Avenida Paulista 21 anos depois de sua inauguração

Por Evelyn Nogueira Atualizado em 17 fev 2020, 16h46 - Publicado em 7 nov 2018, 13h30
Reprodução/CASACOR

Um dos maiores símbolos da arquitetura moderna, o Museu de Arte de São Paulo completa hoje 50 anos na avenida Paulista! Fundado em 1947 pelo empresário Assis Chateaubriand, foi o primeiro museu moderno do país. A convite de Chateaubriand, Pietro Maria Bardi foi escolhido para dirigir o MASP e Lina Bo Bardi para desenvolver os projetos arquitetônico e expográfico.

Construção do museu. Divulgação/CASACOR

Instalado originalmente na rua 7 de Abril, no centro da cidade, foi transferido para avenida paulista somente em 7 de novembro de 1968. Leveza, transparência e suspensão marcam o icônico projeto de Lina, guiada pelo uso de vidro e concreto na concepção do MASP, que se tornou um marco na história da arquitetura moderna.Os 74 metros do vão livre do MASP foram pensados como uma praça pública, que a população pudesse desfrutar.

MASP em construção. Luiz Hossaka - Arquivo da Biblioteca e Centro de Documentação do MASP/CASACOR

Na arte, o MASP assume o papel de questionar o tradicional modelo de museu europeu, retirando as obras das paredes e expondo-as em cavaletes de cristal, criados também por Lina, para expor a coleção no segundo andar. Essa forma de dispor as peças aproxima o visitante das exposições, permitindo que ele escolha o percurso entre elas e ainda possa ver o verso de cada uma.

MASP em construção. Luiz Hossaka - Arquivo da Biblioteca e Centro de Documentação do MASP/CASACOR

O espaço, que o museu ocupa atualmente, era um terreno do belvedere Trianon e um tradicional ponto de encontro da elite paulistana. Em 1951, foi demolido para dar lugar a um pavilhão, que abrigou a primeira Bienal Internacional de São Paulo.

Tomie Ohtake cumprimentando a rainha Elizabeth II, na Inauguração do Museu. Ao fundo, a obra Composição em amarelo, de Tomie. Luiz Hossaka - Arquivo da Biblioteca e Centro de Documentação do MASP/CASACOR

A obra do MASP levou 10 anos para ser concluída e finalmente, em 7 de novembro, a nova sede foi inaugurada com a presença do príncipe Filipe e da Rainha Elizabeth II, responsável pelo discurso de inauguração. 

Vista externa do museu, na década de 70, antes das colunas serem pintadas. Divulgação/CASACOR
Continua após a publicidade
Publicidade