Morre o mestre modernista Jorge Zalszupin, aos 98 anos

Um dos mais renomados arquitetos e designers brasileiros, Zalszupin deixou um legado importante, que marcou a história modernista

Por Redação - Atualizado em 18 ago 2020, 14h37 - Publicado em 17 ago 2020, 13h45
João Kehl e Rafael Jacinto/CASACOR

Um dos maiores nomes do modernismo brasileiro, o mestre, arquiteto e designer Jorge Zalszupin faleceu aos 98 anos. A informação foi confirmada nesta segunda-feira por sua filha, Veronica Zalszupin, nas redes sociais.

Nascido na Polônia em 1922, Zalszupin decidiu cursar arquitetura influenciado por um livro de Le Corbusier que avistou na vitrine de uma livraria quando tinha apenas 15 anos. Estudou durante a guerra, tendo escapado do holocausto ao fugir para a Romênia. É lá onde termina seus estudos em arquitetura, em 1947. Depois de um tempo na França, Zalszupin decidiu imigrar para o Brasil, inspirado na arquitetura de Oscar Niemeyer, em 1949.

Em São Paulo, fundou a L’atelier, icônica marca que logo conquistou todo o país e, em pouco tempo, viria a consolidar o nome de Zalszupin como um dos maiores arquitetos e designers da época. Seu traço modernista, único e poético, deixou um legado importante, que marcou história e continuará servindo de inspiração para muitas gerações de novos profissionais.

Publicidade