Documenta Pantanal promove leilão para prevenir incêndios florestais

A previsão é de que as obras de arte leiloadas revertam R$1 milhão de investimentos em brigadas anti-incêndios na região pelo período de três anos

Por Redação Atualizado em 26 mar 2021, 16h56 - Publicado em 26 mar 2021, 12h13

pantanal preservação documenta pantanal leilão obra de arte

A destruição de grandes áreas do Pantanal por incêndios ganhou cobertura da mídia nacional e internacional nos últimos tempos, especialmente em 2020, quando a região sofreu com mais de 30% de seu território destruído pelas chamas. Um conjunto de ações oficiais e voluntárias permitiu que a expansão do fogo fosse controlada, porém o risco de novas crises ameaça constantemente os moradores da região.

Nesse sentido, o Documenta Pantanal anunciou um leilão coletivo que tem por objetivo levantar fundos para o SOS Pantanal investir em brigadas rurais anti-incêndio. A iniciativa prevê arrecadar 1 milhão de reais a partir da venda de obras de arte contemporâneas e renomadas. O projeto parte da sensibilização de um grupo de mulheres reconhecidas por sua contínua defesa do Pantanal dentro do mercado de artes plásticas. Entre elas, estão Fernanda Feitosa, Mari Stockler, Mônica Guimarães, Paula Azevedo, Susana Steinbruch, Teresa Bracher e Monica Tinoco.

pantanal preservação documenta pantanal leilão obra de arte

O processo de coleta das obras irá seguir até 31 de março. Depois disso, será produzido um catálogo que será lançado virtualmente em 1º de maio. O leilão irá ocorrer no dia 26 de maio, às 20h.

Continua após a publicidade

O montante arrecadado permitirá ao SOS Pantanal investir em equipamento, formação e manutenção de brigadas voluntárias anti-incêndios pelo período de três anos. Nesse sentido, a instituição está articulando a conexão de uma rede de brigadas rurais voluntárias que já atuam em diferentes localidades do bioma, compondo a Brigadas Pantaneiras. Além desses grupos, o SOS Pantanal ainda irá apoiar outras duas equipes que encontram-se em áreas de risco, uma em Miranda e outra em Aquidauana.

pantanal preservação documenta pantanal leilão obra de arte

Para Teresa Bracher, idealizadora e uma das organizadoras do Documenta Pantanal, o leilão é muito relevante porque, além de gerar recursos para a prevenção e controle de incêndios, ele também divulga as belezas e ameaças pantaneiras. “Os brasileiros precisam prestar atenção ao Pantanal. Sem este conhecimento não virá a consciência e o desejo de preservá-lo e protegê-lo”, afirma.

Descubra essa e outras práticas sustentáveis no Instagram da CASACOR: @casacor_sustentavel.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade