Com diversas redes de apoio, Ceará sai na frente no combate à pandemia

Iniciativas de arrecadações e doações em auxílio à população carente estão se espalhando por todo o Brasil. Veja como contribuir

Por Giovanna Jarandilha - 1 abr 2020, 17h11
Reprodução/CASACOR

Diante do avanço da Covid-19, diversas ações solidárias à população carente e à rede hospitalar se espalharam pelo Brasil. Redes de apoio, arrecadações, disponibilização de tecnologia, fabricação de insumos médicos e doações estão entre as iniciativas tomadas por diferentes empresas para impedir o avanço da pandemia.

Um dos estados mais à frente do combate à pandemia é o Ceará, onde a iniciativa privada está empenhada em dar suporte ao poder público. Entre as iniciativas organizadas entre profissionais e a sociedade civil, destaca-se o Movimento Supera Fortaleza, que surge com o objetivo de arrecadar recursos para trabalhadores autônomos e para a população em situação de rua. O projeto já conseguiu arrecadar mais de R$ 330 mil, que serão convertidos em alimentos e cestas básicas. Para doar, clique aqui.

A ação está cadastrada na plataforma Fortaleza Solidária, que cruza dados entre pessoas que querem voluntariar e ONGs que precisam de voluntários. Na plataforma, também é possível encontrar outras iniciativas que levantam fundos para insumos, como a Abraçando a Comunidade, que solicita doações de cestas básicas e material de higiene para famílias carentes de Fortaleza.

Em parceria com a Abraçando a Comunidade, está a campanha SOS Rua, voltada para ajudar a população de rua. O objetivo é comprar alimentos básicos e produtos de higiene para serem entregues na Praça do Ferreira e na Praça da Estação. A meta inicial era arrecadar R$ 5 mil, que apenas em três dias foi atingida. Agora, a meta é R$ 25 mil. O link para doar é este.

Outro destaque é o projeto Salvando Vidas Covid-19, iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) que se volta à colaboração empresarial e já arrecadou mais de R$ 9,5 milhões. O valor foi destinado às necessidades urgentes na área da saúde, como máscaras, luvas e equipamentos de ventilação mecânica, necessários em casos de internação em UTI. Todo o valor será doado para hospitais públicos do estado.

Em ação semelhante, o SENAI Ceará reuniu uma equipe de químicos para produzir um composto que substitua o carbômero, ingrediente fundamental para a fabricação do álcool em gel que está em escassez no mercado brasileiro. Ao todo, devem ser produzidos 1 mil litros de álcool em gel para serem doados para a Secretaria de Saúde do Ceará (SESA).

Além disso, a Universidade Federal do Ceará está usando as impressoas 3D disponíveis nos laboratórios do campus para produzir EPIs — equipamentos de proteção individual usados por profissionais da área da saúde para evitar o contágio. Os EPIs e outros equipamentos produzidos pela universidade irão abastecer o sistema de saúde estadual.

Em suas redes sociais, a CASACOR está divulgando essas e outras iniciativas solidárias. Acompanhe e faça a sua parte, fique em casa.

Continua após a publicidade
Publicidade