Carnaval de Viareggio: Conscientização ambiental e homenagem às mulheres

O Greenpeace participou do evento com o slogan "O mar não é descartável", no carro alegórico Alta Marea, criado pelo artista Roberto Vannucci

Por Fernanda Drumond Atualizado em 17 fev 2020, 16h40 - Publicado em 27 fev 2019, 16h00
Divulgação

Em fevereiro ocorre a festa de Carnaval mais famosa da Itália, o Carnaval de Viareggio. A edição de 2019 do evento é dedicada às mulheres. Carla Fracci, ícone internacional da dança e representante do talento italiano no mundo, foi a madrinha da cerimônia de inauguração. Como de costume, para declarar abertas as celebrações, pouco antes do início do desfile dos carros alegóricos, é hasteada, no mastro mais alto da Piazza Mazzini Burlamacco, a bandeira da cidade, que vai tremular até o dia 5 de março, o dia em que o carnaval terminará. Cinco desfiles acontecem no período nas avenidas beira-mar.

AFP PHOTO / FABIO MUZZI (Photo credit should read FABIO MUZZI/AFP/Getty Images) Reprodução/CASACOR

O Carnaval de Viareggio, muito conhecido por satirizar a política e os poderosos italianos, cada vez mais aposta na sátira de costume com base em temas universais como a poluição dos mares, a adulteração de alimentos, o bullying e a imigração.

Divulgação/CASACOR

O Greenpeace participou do evento com o slogan “O mar não é descartável”. Havia cerca de quarenta ambientalistas voluntários que desfilaram em frente ao carro “Alta Marea”, criado pelo artista Roberto Vannucci para denunciar a poluição plástica em nossos mares. O carro mostrava uma gigantesca baleia, com mais de 20 metros, sofrendo submersa em plástico descartável.

Divulgação/CASACOR

A única figura política que foi foco no Carnaval mais famoso da Itália foi Donald Trump, protagonista de dois carros. O primeiro o retrata como um guerreiro de jogos de videogame que caminha em meio a multidão, o segundo o representa sonhando em conquistar e colonizar a Lua, para mostrar ao mundo a supremacia dos Estados Unidos. Elementos representantes da política local são encontrados apenas entre a multidão, onde é possível ver máscaras de Matteo Salvini (o mais popular) e Luigi Di Maio.

Divulgação/CASACOR

Um amplo espaço foi reservado para o universo feminino na festa com muitos carros com mulheres como protagonistas: a pintora mexicana Frida Kahlo, clássicas figuras de histórias como Medea e A Pequena Sereia, a Emma Bonino, ícone da luta pelo direitos das mulheres.

 

Continua após a publicidade
Publicidade