Bienal de Veneza: prédio escalonado e de madeira da Vila Madalena

O projeto do escritório Tryptique em parceria com a Amata é um dos selecionados para a exposição

Por Fernanda Drumond Atualizado em 18 fev 2020, 07h49 - Publicado em 8 jun 2018, 22h30
Divulgação/CASACOR

A 16ª edição da Bienal de Arquitetura de Veneza está repleta de projetos espetaculares do Brasil. No pavilhão brasileiro, o escritório Triptyque Architecture vai apresentar o edifício Urban Forest, um prédio que está sendo construído inteiramente com madeira na Vila Madalena, bairro da cidade de São Paulo (SP).

Divulgação/CASACOR

É o primeiro projeto do país executado completamente com a matéria prima. O material que será usado é CLT, composto por várias camadas de madeira maciça coladas em duas diferentes direções que é capaz de suportar grandes esforços e pode ser empregado na estrutura de edificações em altura.

Divulgação/CASACOR

Com lançamento previsto para 2020, o projeto nasceu da parceria entre o escritório e a AMATA, uma empresa do setor florestal. Serão 13 andares com área total de 4.700 m², onde estarão instalados coworkings, colivings, além de lojas e restaurantes. A proposta é unificar os ambientes internos e externos.

Divulgação/CASACOR

O projeto inova ao usar a madeira como estrutura, representando um modelo de construção urbana sustentável, já que o material é o único capaz de reter o gás carbônico acumulado em todo o seu ciclo de vida. A silhueta escalonada do prédio permite que ele se integre à topografia acidentada do bairro, criando uma obra de arte arquitetônica.

Divulgação/CASACOR

 

Continua após a publicidade
Publicidade