Conheça os 5 highlights da Semana de Arte de Miami 2018 

Veja aqui uma seleção entre os mais de 200 eventos que ocorrem na cidade de Miami durante a Art Miami Week

Por Benoît Loiseau 7 dez 2018, 17h59

A 17ª edição da Art Basel Miami Beach, a maior feira da semana, reúne mais de 200 galerias de arte contemporânea e moderna de todo o mundo, incluindo grandes instituições como Hauser & Wirth, Lisson Gallery e Galerie Perrotin. Mas uma série de mostras individuais exibidas pelas galerias menores atraem a curiosidade dos visitantes.

Setor Survey da Art Basel Miami

Eat Fat, obra de Regina Vater da Série LuxoLixo de 1974 na Galeria Jaqueline Martins. Reprodução/CASACOR

No espaço da americana Thierry Goldberg, os trabalhos da artista Tschabalala Self, de 28 anos, revelam questões sobre a apropriação do corpo feminino negro na cultura contemporânea. Há também a Galeria Jaqueline Martins, do Brasil, que apresenta um levantamento do trabalho de Regina Vater. A artista brasileira é conhecida por suas instalações feministas inspiradas em mitologias afro-brasileiras durante os anos 70 e 80.

Art Basel Miami Beach | de 6 de dezembro a 9 de dezembro | 1901, Convention Center Drive, em Miami Beach

Pop Minimalism | Minimalist Pop

Exposição Pop Minimalism | Minimalist Pop Reprodução/CASACOR

Larry Gagosian e Jeffrey Deitch apresentam uma retrospectiva da arte pop minimalista. A mostra curada pela dupla retorna ao icônico Moore Building, no Design District. Para a 4ª edição, a proposta foi inovadora: conciliar os movimentos artísticos radicalmente contrastantes como a Pop Art e o Minimalismo. Ambos os movimentos surgiram no início dos anos 1960 como alternativas ao expressionismo abstrato dominante nos EUA e Europa durante o pós-guerra.

Reprodução/CASACOR

E, enquanto a Pop Art usava imagens da mídia para eliminar as fronteiras entre alta cultura e publicidade, o minimalismo usava as formas geométricas simples com repetições simétricas para criar sensações não obvias e nada manipuladas. Trabalhos de Peter Halley, Jeff Koons, Adam McEwen, Sarah Morris e Richard Prince são exibidos simultaneamente sob um ponto de vista raro na arte contemporânea.

“Pop Minimalism | Minimalist Pop” | Até 9 de dezembro | Moore Building – 191 NE 40th Street, Miami

Continua após a publicidade

NADA – feria de arte independente

“Morning Defeats & Gloria Victis”, de Marie Jacotey, que compreende 125 desenhos únicos em um painel de poliéster. Cortesia da artista e da Galeria Hannah Barry Arte/CASACOR

A feira de arte independente NADA retorna ao Ice Palace Studios e este ano reúne 125 galerias e uma notável variedade de obras Queer e com temática feminista. Um dos destaques da feria é a galeria Mrs., cediada no Queens, em Nova Iorque, que apresenta as esculturas em grande escala e aquarelas vibrantes do artista Chris Bogia, um dos fundadores da Fire Island Artist Residency. Imperdível também são as galerias Fierman e Situations, que mostram obras de Jimmy Wright – artista reconhecido por suas pinturas figurativas, que retratam a sexualidade nos anos 1970. Vale também visitar a galeria britânica Hannah Barry, que apresenta o trabalho da artista francesa Marie Jacotey, cuja instalação têxtil “Morning Defeats & Gloria Victis” evoca as salas dos clubes noturnos e boudoirs de Paris.

NADA | de 6 de dezembro a 9 de dezembro | Ice Palace Studios | 1400 North Miami Avenue, Miami

Exposição “Eu não quero esperar que nossas vidas terminem” de Manuel Solano

Manuel Solano, “In the Metro, or She’s Not Pretty,” 2018. Cortesia do artista e do Peres Projects de Berlin/CASACOR

Este ano, Manuel Solano apresenta sua primeira exposição individual no recém-reformado Instituto de Arte Contemporânea de Miami. A mostra abrange pintura, fotografia, vídeo e instalação que usam diversas das temáticas caras ao artistas como: memória, identidade e percepção do universo com referências aos  elementos da cultura pop dos anos 90. Solano perdeu a visão em 2014, após complicações relacionadas ao vírus H.I.V. Destaque para o díptico feito em colaboração com sua mãe, Claudia Solano ­– uma ex-fotógrafa que deixou a carreira artística para cuidar da família. A obra exibe o traço da mãe ao retratar o filho e a pintura de Solano representando a mãe.

“Eu não quero esperar que nossas vidas terminem” | até 14 de abril de 2019 | ICA Miami – 61 NE 41st Street, Miami

Instalação e Performance de Abraham Cruzvillegas e Bárbara Foulkes

A coreógrafa Bárbara Foulkes e a instalação de Abraham Cruzvillegas’s “Autoreconstrucción”. Paula Court, courtesy of the Kitchen/CASACOR

O Grand Ballroom, no Centro de Convenções de Miami Beach será inaugurado com o trabalho do artista mexicano Abraham Cruzvillegas e a coreógrafa argentina Bárbara Foulkes. A performance acrobática intitulada “Autoreconstrucción”, apresentada em um palco ao ar livre construído com sucata, é inspirada nas culturas pré-colombianas do México, especificamente na música e dança tradicional do povo Huasteca. Gratuito, o evento acontece duas vezes ao dia, conta com a colaboração com o curador suíço Philipp Kaiser.

De 6 de dezembro a 9 de dezembro | apresentações às 15h e 17h | Grand Ballroom no Centro de Convenções de Miami Beach – 1901 Convention Center Drive, Miami Beach

Fonte: Benoît Loiseau para o New York Times

Continua após a publicidade
Publicidade