Arte na América Latina é tema de livro da Editora Act.

Chamado de "Onde Vive a Arte na América Latina", o livro apresenta 35 locais emblemáticos do circuito artístico da região

Por Yeska Coelho Atualizado em 19 jan 2022, 12h10 - Publicado em 20 jan 2022, 15h00
Onde Vive a Arte na América Latina
Capa – Onde Vive a Arte na América Latina Editora Act./CASACOR

Exposições de arte, edifícios, instituições e ações de fomento artístico compõem os ecossistemas singulares retratados no livro “Onde Vive a Arte na América Latina“, lançado em 26 de janeiro pela consultoria de arte e editora Act.

A obra foi organizada por João Paulo Siqueira Lopes e Fernando Ticoulat e explora muito mais do que uma simples documentação de 35 importantes espaços artísticos da região. A publicação é fruto de uma ampla e relevante pesquisa que reúne, além de imagens inéditas, textos críticos e entrevistas com curadores e dirigentes das instituições, aprofundando conexões, similaridades e diferenças no meio artístico latino-americano.

A diversidade de espaços é um dos pontos mais cativantes para quem ama o mix de culturas latino-americanas. O leitor passeia – mesmo à distância – por museus, fundações, residências artísticas, espaços independentes, parques de esculturas, e depara-se com poéticas únicas, desenvolvidas de forma peculiar por cada um deles.

Espaços brasileiros

 

noite longa andré komatsu pinacoteca de são paulo
Divulgação/CASACOR
Continua após a publicidade

Não há dúvidas de que o Brasil é um polo de tradição e arte. Não à toa, a Pinacoteca de São Paulo está recebendo aporte para se tornar um dos maiores museus da América Latina. Além dela, outros monumentos importantes brasileiros foram selecionados para compor a obra, como Aarea, MAM Rio, LABVERDE e Pivô.

O livro também traz algumas reflexões de grandes nomes à frente de museus renomados. Para o diretor-geral da Pinacoteca, Jochen Volz, em entrevista exclusiva para o livro, “um museu precisa se reinventar constantemente e desaprender para permitir o surgimento de outras formas de práticas. Ele precisa assumir o papel de ouvinte, abraçar as diferenças e antinomias, sem instituir novas categorias, territórios ou regras”.

O objetivo de Onde Vive a Arte na América Latina é ser uma referência para o desenvolvimento do estado da arte não só localmente, mas no mundo. Por isso, a publicação trilíngue também será lançada e comercializada em outros países da América Latina e da Europa – em parceria com a tradicional Turner Libros.

A seguir, confira a lista dos 35 espaços presentes na obra:

  • AAREA (Brasil, Internet)
  • MUSEO AMPARO (México)
  • BETA-LOCAL (Porto Rico)
  • MUSEO de ARTE LATINOAMERICANO de BUENOS AIRES (Argentina)
  • MUSEO de ARTE MODERNO de BUENOS AIRES (Argentina)
  • CASA WABI (México)
  • DIABLOROSSO (Panamá)
  • FACTORÍA HABANA (Cuba)
  • FRAGMENTOS, ESPACIO de ARTE y MEMORIA (Colômbia)
  • INHOTIM (Brasil)
  • JA.CA, CENTRO de ARTE e TECNOLOGIA (Brasil)
  • KIOSKO GALERÍA (Bolívia)
  • LABVERDE (Brasil)
  • MUSEO de ARTE de LIMA (Peru)
  • LUGAR A DUDAS (Colômbia)
  • MUSEO de ARTE MODERNO de MEDELLÍN (Colômbia)
  • MUSEO UNIVERSITARIO ARTE CONTEMPORÁNEO (México)
  • MUNAR (Argentina)
  • NuMu (Guatemala)
  • ESPACIO ODEÓN (Colômbia)
  • PAIJÁN (Peru)
  • PINACOTECA de SÃO PAULO (Brasil)PIVÔ (Brasil)
  • FUNDACIÓN PROA (Argentina)
  • MUSEU de ARTE MODERNA do RIO de JANEIRO (Brasil)
  • SAGRADA MERCANCÍA (Chile)
  • SALA MENDOZA (Venezuela)
  • MUSEO de ARTE CONTEMPORÁNEO de SANTIAGO (Chile)
  • MUSEU de ARTE de SÃO PAULO (Brasil)
  • SOLAR dos ABACAXIS (Brasil)
  • MUSEO de la SOLIDARIDAD SALVADOR ALLENDE (Chile)
  • SOMA (México)
  • MUSEO TAMAYO (México)
  • TEOR/éTica (Costa Rica)
  • URRA (Argentina)
Continua após a publicidade

Publicidade