Rosa do deserto é novo projeto de Jean Nouvel em Qatar

O arquiteto francês assina o Museu Nacional de Qatar, que simboliza a história nacional

Por Giovanna Jarandilha Atualizado em 17 fev 2020, 16h37 - Publicado em 17 Maio 2019, 14h38

A cidade de Doha ganhou uma nova instalação arquitetônica: o Museu Nacional do Qatar, com 350 metros de extensão dedicados à história do país.

Assinado pelo francês Jean Nouvel, o projeto é inspirado no mineral rosa do deserto, formação de areia cristalizada que se assemelha a uma flor, típica da região do Golfo Pérsico.

Iwan Baan/CASACOR

O design do projeto faz referência à imortalidade do deserto, ao mesmo tempo em que capta o espírito da modernidade em Qatar.

O simbolismo por trás da contradição era um dos objetivos que Nouvel gostaria de alcançar, como revelou “o prédio que eu desenhei precisava refletir três histórias diferentes: a primeira é a história da península e seus habitantes. A segunda é sobre a exploração da costa e do estilo de vida do deserto, e a última cobre a aceleração econômica que promoveu prosperidade”.

Iiwan Baan/CASACOR

Grandes curvas moldam os discos que definem a aparência externa do museu, tornando a experiência para o visitante não só arquitetônica, mas espacial e sensorial. O prédio se ausenta quase totalmente de linhas verticais, pois os arcos também definem o aspecto interior do prédio. A interligação dos discos compõe espaços totalmente geometrizados, únicos em forma e aparência.

Iwan Baan/CASACOR

Além de equivalência estética com a rosa do deserto, os discos também foram projetados para oferecer proteção contra a luz do sol, lançando grandes sombras para garantir uma boa passagem entre suas galerias.  

Continua após a publicidade
Publicidade