7 obras de Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal, vencedores do Pritzker

Donos de uma arquitetura com vida, construída ao redor das pessoas, as obras da dupla são repletas de um senso sustentável e acessível

Por Redação Atualizado em 14 abr 2021, 18h20 - Publicado em 15 abr 2021, 09h30
anne lacaton jean philippe vassal premio pritzker foto phillipe ruault 530 unidades habitacionais em bordeaux
Visão interna da transformação comandada por Lacaton e Vassal de 530 unidades habitacionais em Bordeaux, na França. Phillipe Ruault/CASACOR

Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal nunca derrubaram um edifício para dar lugar à outro – para eles, toda estrutura pode ser reaproveitada, reinventada, revigorada. Foi esse princípio que lhes rendeu a maior honraria de sua área, o Prêmio Pritzker de Arquitetura, por suas contribuições significativas para a humanidade e o ambiente construído.

Segundo o júri do Pritzker, “eles começam cada projeto com um processo de descoberta que inclui observar intensamente e encontrar valor no que já existe”. O principal princípio que orienta o trabalho dos arquitetos é nunca demolir, mas sempre achar valor sustentável nas construções. “A demolição é a solução mais fácil, mas também é um desperdício de energia, materiais e história e um ato de violência”, afirmam os arquitetos.

Quem são Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal

 

anne lacaton jean phillipe vassal vencem o premio pritzker 2021 entenda quem sao os arquitetos
Os arquitetos Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal. Joel Saget/CASACOR

No final dos anos 1970, Anne Lacaton conheceu Jean-Philippe Vassal quando ambos frequentavam a Escola de Arquitetura de Bordeaux, na França. Após a formatura, os dois passaram cinco anos trabalhando no Níger, sul do Saara, onde descobriram que as habitações que estudaram na faculdade não existiam. “O deserto foi uma segunda escola para nós”, disse Vassal à New York Times.

Foi lá que aprenderam o que ele chamou de “abordagem poética”: usar materiais básicos como madeira e tecido para criar sombra. Em 1987, a dupla voltou para Paris e fundou o escritório Lacaton & Vassal, localizado no subúrbio parisiense de Montreuil. No portfólio de obras premiadas, destacam-se os projetos de habitação social e sustentável.

anne lacaton jean philippe vassal premio pritzker foto phillipe ruault casa em bordeaux
O projeto Casa em Bordeaux, de Lacaton & Vassal Arquitetura. Phillipe Ruault/CASACOR

Sendo o 49º e 50º laureados do Prêmio Pritzker de Arquitetura, Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal provam que “se pode buscar o compromisso com uma arquitetura restauradora que é, ao mesmo tempo, tecnológica, inovadora e ecologicamente responsável”, declarou o júri. Com o prêmio, Lacaton se tornou a primeira arquiteta francesa a receber a honraria.

Principais obras

 

anne lacaton jean philippe vassal premio pritzker foto phillipe ruault 530 unidades habitacionais em bordeaux
A varanda fechada da renovação de 530 unidades habitacionais em Bordeaux. Phillipe Ruault/CASACOR

Com centenas de projetos na Europa e na África Ocidental, a dupla soma em seu currículo diversos espaços públicos, instituições culturais e habitações sociais. Em 2019, receberam o Prêmio de Arquitetura Contemporânea da União Europeia, pela transformação de 530 unidades habitacionais na cidade francesa de Bordeaux.

O centro cultural Palais de Tokyo, em Paris; o Teatro Polivalente da cidade francesa de Lille; as 23 Unidades Habitacionais de Trignac; a Faculdade de Arquitetura de Nantes e a Habitação Ourcq Jaures são exemplos de suas principais obras.

O Palais de Tokyo

 

anne lacaton jean philippe vassal premio pritzker foto phillipe ruault palais tokyo
Phillipe Ruault/CASACOR

Uma galeria de arte contemporânea em Paris, inaugurada em 1937, o Palais de Tokyo sofreu por décadas com negligência e deterioração. Em 2002, ele foi reaberto após uma revitalização liderada pelo escritório Lacaton & Vassal. A reforma contou com uma ampliação – o museu aumentou de 7.000 m² para 22.000 m² –, mas manteve-se fiel aos materiais originais, preservando a estética brutalista.

A Faculdade de Arquitetura de Nantes

 

anne lacaton jean philippe vassal premio pritzker foto phillipe ruault faculdade de arquitetura de nantes

Continua após a publicidade

Os espaços amplos da Faculdade de Arquitetura, Urbanismo e Paisagem de Nantes foram mantidos com fachadas transparentes, para aproveitar os raios de sol ao fim da tarde. No interior, os volumes com pé direito duplo não foram atribuídos a funções específicas, tornando o lugar passível de apropriações e eventos, conforme a necessidade.

A Habitação Estudantil e Social Ourcq Jaures

 

anne lacaton jean philippe vassal premio pritzker foto phillipe ruault Ourcq Jaures habitação estudantil e social

Localizado no 19º distrito de Paris, entre o canal Ourcq e as ferrovias “petite ceinture”, o edifício soma 98 residências estudantis e 30 residências sociais, bem como uma casa de assistência especializada e três lojas. O projeto de habitações amplas dá aos moradores a oportunidade de usufruir tanto do jardim interno quanto da rua a partir das varandas e fechamentos em vidro.

A renovação de 530 unidades habitacionais em Bordeaux

 

anne lacaton jean philippe vassal premio pritzker foto phillipe ruault 530 unidades habitacionais em bordeaux
Phillipe Ruault/CASACOR

O projeto de requalificação de três edifícios modernistas de habitação social da cidade de Bordeaux, na França, reformou mais de quatro mil unidades habitacionais populares. Construído no início dos anos 1970, o ‘Cité du Grand Parc’ sofreu por anos com a péssima manutenção dos edifícios e, após batalhas judiciais, foi decidido empreender um extenso projeto de reforma. Em uma localização privilegiada, as habitações possuem um enorme potencial para resgatar a autoestima do bairro e de seus moradores.

As 23 Unidades Habitacionais Semi-Coletivas de Trignac

 

anne lacaton jean philippe vassal premio pritzker foto phillipe ruault 23 unidades habitacionais semi coletivas trignac
Phillipe Ruault/CASACOR

Em Trignac, a unidade habitacional do Lacaton & Vassal foi planejada com uma estrutura simples, econômica e eficiente; baseada no princípio de um loft: uma superfície de volume máximo, possuindo qualidades de ambientes contrastantes e complementares. Toda a estrutura externa foi construída em aço galvanizado, policarbonato transparente ou alumínio natural.

O Frac Dunkerque

 

anne lacaton jean philippe vassal premio pritzker foto phillipe ruault frac dunkerque

Em 2008, o FRAC Dunkerque, um centro de arte regional descentralizado da França, ganhou um lar permanente para seu crescente acervo pelas mãos de Lacaton e Vassal. Para o espaço, a dupla propôs reformar o edifício existente e construir um segundo, idêntico, imediatamente ao lado para abrigar os espaços de exposição e acervo do FRAC. As grandes janelas, tetos altos e plantas otimizadas para o trabalho fabril agora marcam os espaços da indústria criativa.

O Teatro Polivalente

 

anne lacaton jean philippe vassal premio pritzker foto phillipe ruault teatro polivalente

Lugar de disseminação cultural que opera tanto a escala urbana como local, o Teatro Polivalente em Lille foi desenhado com duas fachadas em estruturas que lembram uma estufa. Dentro delas, é possível cultivar flores e outras plantas. A fachada móvel pode ser completamente aberta, fazendo com que o hall se estenda até o parque.

Continua após a publicidade
Publicidade