Kruchin Arquitetura assina planetário em São Paulo

O projeto destina-se a apresentações científicas e educacionais, operando por imersão do espectador em 360 graus nas imagens projetadas

Por Fernanda Drumond Atualizado em 18 fev 2020, 07h43 - Publicado em 10 ago 2018, 19h05
Divulgação/CASACOR

O escritório Kruchin Arquitetura assina o projeto da Praça Pamplona, um complexo de uso misto em São Paulo, que reúne um edifício comercial, um centro de pesquisas e um casarão restaurado, o Teatro Digital e Planetário.

Independente das outras edificações, o Teatro Digital se destaca a partir das praças centrais e destina-se a apresentações científicas e educacionais, operando por imersão do espectador em 360 graus nas imagens projetadas.

Divulgação/CASACOR

A construção é resultado de inúmeros estudos do escritório, que procuravam traduzir, simbolicamente, a experiência de observação do universo.

“Buscamos suas formas em Kepler com seus cubos e esferas associados, em Einstein, em seu universo curvo, mas sem sucesso. Em um passeio despretensioso pela praia apanhei uma concha e, imediatamente, formou-se a imagem das pérolas, em seu brilho, a imagem da transformação do grão-semente em geometria. O nascimento das pérolas e o berçário de estrelas faziam parte de uma mesma fonte, de uma mesma origem: a concha, o invólucro que contará a criação do mundo”, afirma Samuel Kruchin, arquiteto titular do escritório.

Divulgação/CASACOR

O Teatro Digital e Planetário está edificado em três camadas de coberturas sobrepostas. A camada mais externa, executada em concreto de superfície corrugada, é na verdade uma membrana. Sua superfície ganhou uma camada protetora para impermeabilização sem prejuízo da textura desejada.

A decoração do projeto é assinada por Patrícia Anastassiadis e o paisagismo, por Benedito Abbud. 

Divulgação/CASACOR

A membrana em concreto corrugado garante estanqueidade e controle térmico

Elementos naturais, luminosos e associados à pintura garantem o efeito cênico de universo profundo. Entre ambas as camadas há um vazio acessível por onde é distribuída a infraestrutura para as instalações e sua conservação.

O acesso ao interior do Planetário acontece pela passarela que interliga todas as edificações do conjunto, assim como pela praça baixa que associa o teatro ao Instituto de Física Teórica do qual é parte integrante.

Continua após a publicidade
Publicidade