5 grandes projetos arquitetônicos assinados por mulheres

Nesse Dia das Mulheres, conheça o trabalho dessas arquitetas geniais que fizeram história e presentearam o mundo com projetos poderosos

Por Yeska Coelho Atualizado em 7 mar 2022, 20h49 - Publicado em 8 mar 2022, 11h00
zaha hadid; projetos; arquitetura; concreto; aço;
Projeto de Zaha Hadid Global Moments/CASACOR

Uma data importante, que mantém viva a memória de cerca de 130 operárias que morreram queimadas em uma fábrica têxtil de Nova York, o dia 08 de março tem uma conotação importante de empoderamento, força e resistência. Anos depois, as mulheres tomaram seu lugar de direito em cargos notórios mundo afora, provando que seu lugar é realmente onde elas quiserem – e claro que a arquitetura não ficaria fora disso!

Neste Dia das Mulheres, a CASACOR celebra o trabalho de mestras da arquitetura contemporânea com uma seleção de obras incríveis assinadas por arquitetas do mundo todo que inspiram quem quer que dê a sorte de cruzar por uma de suas construções.

MASP localizado na Avenida Paulista foi obra de Lina Bo Bardi
Rubens Chiri/CASACOR

No Brasil, grandes nomes de referência como Lina Bo Bardi, cujas mãos e mente estiveram à frente do projeto do Masp e do Sesc Pompéia, já podem ter caído no conhecimento do grande público – mas há muitas outras mulheres importantes que capitanearam grandes projetos pelo mundo.

Pensando nisso, separamos 5 obras conhecidas mundialmente assinadas por arquitetas mulheres que fizeram história – e que talvez você nunca tenha ouvido falar. Confira!

1. High Line Park (Nova York)

 

Elizabeth Diller - High Line
Divulgação/CASACOR

Não teria como ser diferente: Elizabeth Diller abre a nossa lista como um dos nomes mais importantes da arquitetura, considerada pela revista Times como a arquiteta mais influente do mundo.

Polonesa, ela nasceu em 17 de junho de 1954, e fez grandes contribuições para a arquitetura, o design e até mesmo para a educação, já que parte da sua carreira se dedicou à formação de novos profissionais, pela Faculdade de Princeton.

High Line 2
Divulgação/CASACOR

O projeto do parque High Line, assinado pelo escritório que montou junto de seu marido, Diller Scofidio + Renfro, faz sucesso até os dias de hoje e é considerado um dos points mais badalados entre turistas e residentes.

O espaço é uma verdadeira revolução urbana. O High Line foi construído nos trilhos de uma antiga ferroviária, em uma passarela suspensa a pelo menos oito metros do chão. Ao redor do projeto, a vista cheia de prédios gera um contraste único entre natureza e a urbanização em uma metrópole como Nova York.

2. Aqua Tower (Chicago)

 

Aqua Tower
Hedrich Blessing/CASACOR

Se tem uma palavra que define o edifício Aqua Tower é “impressionante”. Assinado por Jeanne Gang, o projeto tem design único e surpreendente que chama a atenção em Chicago. O escritório da arquiteta, chamada de Studio Gang, foi responsável pela construção do edifício.

Aqua Tower
Hedrich Blessing/CASACOR
Continua após a publicidade

O empreendimento foi inaugurado em 2019 e possui mais de 250 metros de altura. Apesar do visual impressionante, o formato do Aqua Tower vai além da estética e preza pela captação de luz natural.

3. Museu de Arte Contemporânea (Nova York)

 

Aqua Tower
Divulgação/CASACOR

No centro de Manhattan, um empreendimento chama a atenção por sua forma “empilhada”, como se fossem caixas retilíneas. Assinado pela arquiteta Kazuyo Sejima, o espaço reúne obras de artistas emergentes.

Kazuyo Sejima nasceu em 29 de outubro de 1956, no Japão. Ela possui uma grande importância para a arquitetura, tendo sido uma das únicas mulheres a receber um Prêmio Pritzker. Ela é uma das sócias do escritório SANAA, que esteve à frente do projeto do museu.

No interior do museu é possível encontrar galerias, escritórios, salas para eventos, um café, um teatro e até um centro de educação.

4. Centro Heydar Aliyev (Baku)

 

Heydar Aliyev Center - Zaha Hadid
Divulgação/CASACOR

Localizado na capital de Baku, o centro Heydar Aliyev é um marco importante para destacar a independência da região, localizada na costa ocidental do Mar Cáspio, bem como trazer um quê de modernidade para a cidade.

Quem assinou o projeto foi a arquiteta conhecida como “rainha das curvas”, Zaha Hadid, que mais uma vez mostrou o porquê recebeu (e deve manter) esse título. O prédio possui diversas ondas, que estabelecem uma relação mais dinâmica e profunda com o restante da praça em que está alocado.

Zaha Hadid nasceu em 31 de outubro de 1950, em Bagdá, e morreu em 31 de março de 2016, na Flórida. Ela foi a primeira mulher a receber um Pritzker, graças ao seu estilo disruptivo de pensar edifícios de maneira única.

5. Parque Biotecnológico do Pacífico (Culiácan)

 

Bio Office
Iwan Baan/CASACOR

Um prédio que visa realizar uma série de estudos para contribuir com o desenvolvimento tecnológico no México, o Parque Biotecnológico do Pacífico assumiu o desafio de ser um edifício sustentável e flexível capitaneado pela incrível Tatiana Bilbao.

A arquiteta Tatiana Bilbao nasceu no México em 1972 e é uma verdadeira especialista em mesclar natureza e design tecnológico. Ela aposta muito em arquitetura verde e designs sustentáveis em suas criações.

 

Continua após a publicidade

Publicidade