Arquitetura paulista dos anos 60 inspira novo living de Denise Barretto

A arquiteta optou por tecidos encorpados, como o veludo, e formas arrendondadas para referenciar a estética proposta

Por Giovanna Jarandilha - 23 mar 2020, 15h27
Guinter Parschalk/CASACOR

Denise Barretto partiu de elementos da arquitetura paulista dos anos 1960 para construir um living de 80 m², onde o layout bem resolvido que valoriza a interação com a família e amigos. Como referências ao século XX , a arquiteta apostou em tecidos mais encorpados, como o veludo, além de formatos orgânicos no mobiliário bem distribuído. O projeto integra a mostra Artefacto 2020.

Guinter Parschalk/CASACOR

Para aproveitar ao máximo a planta em L, o espaço foi dividido em dois livings, tornando habitável cada cantinho das áreas compridas e estreitas. “O formato em L é muito marcante, por isso elegi móveis arredondados que quebram as linhas ortogonais”, conta Barretto, que irá integrar mais uma vez o elenco da CASACOR São Paulo. A madeira natural e o mármore são os acabamentos preferidos da arquiteta, que os complementou com tons de café e detalhes em cobre.

Guinter Parschalk/CASACOR

Segundo Denise, as obras de arte exercem papel fundamental na finalização do ambiente. “A seleção delas formata a personalidade do espaço. Aqui, projeto e tela em folha de cobre nasceram juntos, a luminária de Ingo Maurer dialoga com a obra de Roberto Cimino”.

 

Continua após a publicidade
Publicidade