Uma cozinha industrial construída ao redor das memórias do chef

Projeto de Deise Maturana para a CASACOR Rio 2019, a Cozinha Gourmet foi equipada com tudo o que o chef precisa para trabalhar e viver

Por Giovanna Jarandilha 13 ago 2020, 15h03
Divulgação/CASACOR

A presença do chef é onde começa e termina esta cozinha planejada por Deise Maturana para a CASACOR Rio de Janeiro 2019. É ao redor da sua imagem que se constrói o ambiente, equipado com tudo o que precisa para trabalhar e viver. Peças que remetem à sua memória afetiva fazem lado a um mobiliário funcional, de estantes e armários abertos, adega e grandes bancadas.

Divulgação/CASACOR

A sensação de bem-estar transmitida pela Cozinha Gourmet também é estimulada pelos sabores, cheiros e músicas que a envolvem em toda sua extensão. A bancada central ganha destaque no espaço, contando com uma coifa retrátil embutida e estante de vidro. Em um segundo plano, há um ambiente mais intimista com pátio para pequenas refeições.

Divulgação/CASACOR
Divulgação/CASACOR

Valendo-se do estilo industrial, Deise apostou na serralheria preta em vinil nos armários superiores e inferiores da cozinha. Elementos em pedra e vidro também refletem a vocação do espaço em ser uma releitura da arquitetura moderna do Rio. No teto, o detalhe em madeira clara Organic cria um interessante jogo de volumes e torna a iluminação mais envolvente.

Divulgação/CASACOR
Divulgação/CASACOR
Divulgação/CASACOR
Publicidade