Terminal modular e policromático do aeroporto de Genebra é inaugurado

Assinado pelo Rogers Stirk Harbour + Partners, o terminal maximiza a luz do dia no interior, reduzindo a demanda por iluminação artificial

Por Redação Atualizado em 8 mar 2022, 15h13 - Publicado em 9 mar 2022, 16h00
aeroporto; terminal suíça; policromático; Rogers Stirk Harbour + Partners
Joas Souza/CASACOR

O escritório de arquitetura britânico Rogers Stirk Harbour + Partners concluiu o terminal policromático e modular do aeroporto Aile Est em Genebra, na Suíça.

Composto por dois andares, o Aile Est atende seis estandes de aeronaves existentes no aeroporto internacional, além de instalações de embarque, desembarque e salas VIPs.

aeroporto; terminal suíça; policromático; Rogers Stirk Harbour + Partners
Joas Souza/CASACOR

O terminal se distingue por sua forma estreita e alongada, descrita pelo escritório como um “paralelogramo extrudado” para maximizar a luz do dia no interior, reduzindo a demanda por iluminação artificial.

aeroporto; terminal suíça; policromático; Rogers Stirk Harbour + Partners
Joas Souza/CASACOR

Aile Est tem uma estrutura modular que se repete, com seis portões construídos a partir de quatro módulos de 20 metros de comprimento. 

Concebida como um kit de peças, esta estrutura permite que o edifício seja facilmente desmontado, reciclado ou ampliado no futuro. Foi ela também quem ajudou a reduzir o desperdício durante a construção.

aeroporto; terminal suíça; policromático; Rogers Stirk Harbour + Partners
Joas Souza/CASACOR

Os passageiros são recebidos por grandes extensões de vidro que observam os pilotos que se preparam para a partida e mais adiante para as Montanhas do Jura.

Continua após a publicidade

A orientação dos passageiros dentro do aeroporto também é ajudada pelos tetos e assentos coloridos, que quebram a repetição estrutural e distinguem um portão do outro.

aeroporto; terminal suíça; policromático; Rogers Stirk Harbour + Partners
Joas Souza/CASACOR

“Um aeroporto pode ser um ambiente estressante, principalmente se não tiver certeza de onde fica o portão de embarque ou quanto tempo levará para chegar lá”, disse Douglas Paul, parceiro associado do escritório. 

aeroporto; terminal suíça; policromático; Rogers Stirk Harbour + Partners
Joas Souza/CASACOR

Para evitar o superaquecimento e o brilho solar das grandes extensões de vidro, os núcleos de serviços e escadas são projetados para sombrear o edifício em conjunto com persianas fixas.

As janelas também são de vidro triplo e têm revestimentos incolores que ajudam a maximizar a luz do dia. De acordo com o escritório, o terminal foi projetado para produzir mais energia do que consome usando fontes de energia renováveis no local, como painéis fotovoltaicos e pilhas geotérmicas.

aeroporto; terminal suíça; policromático; Rogers Stirk Harbour + Partners
Joas Souza/CASACOR

Fonte: Dezeen

Continua após a publicidade

Publicidade