Artboard Created with Sketch.

A Casa Viva: 5 jardins da CASACOR 2018 celebram a natureza

Os profissionais transformaram os jardins em espaços de convivência e celebração do afeto, inspirados pelo tema da mostra deste ano

A Casa Viva é o tema que envolve todas as edições da CASACOR em 2018. A ideia é trazer a casa como refúgio físico, mental e espiritual com a natureza intimamente ligada ao morar. Os profissionais transformaram os jardins em espaços de convivência e celebração do afeto, quebrando o afastamento causado pela tecnologia e que dita a vida moderna. Selecionamos cinco espaços paisagísticos das mostras de outubro que enaltecem a integração com o verde.

CASACOR Brasília 2018

Jardim das Sensações – Fábio Camargo. Para elaborar este trabalho de 400 m², o engenheiro agrônomo e paisagista buscou sua referência na história. Mais precisamente, Le Jardin de Plaisir, do francês Andre Mollet, dedicado à rainha Cristina da Suécia, no século 17. Ele previa espaços para se observar os encantos da paisagem. Um desejo que permanece neste milênio, com uma perspectiva sensorial e sustentável.

 (Jomar Bragança/CASACOR)

CASACOR Ceará 2018

Jardim das Águas – Thiago Borges. Os espelhos d’água – divididos em três níveis e criados por Burle Marx – são o ponto de partida do jardim. O visitante atravessa uma ponte sobre as águas, assim que sai da bilheteria, e se depara com uma vegetação exclusiva. Palmeiras formam um painel ao fundo e o movimento fica por conta das cascatas. Móveis foram dispostos para proporcionar um momento de contemplação da natureza ao visitante.

 (Esdras Guimarães / Victor Eleutério/CASACOR)

CASACOR Rio de Janeiro 2018

Praça das Palmeiras – Carla Pimentel. Com 800 m², a praça central da mostra apresenta um paisagismo contemporâneo com espécies da flora brasileira. O espelho d’água cria um ponto focal, contornado pelo deck criado com uma composição de sobras de madeira e resíduos de plástico reciclados. O mix de estofados, pufes, balanços e grandes mesas de apoio cria várias possibilidades de ocupar este lugar de encontros.

 (André Nazareth/CASACOR)

CASACOR Pernambuco 2018

Jardim do Orquidário – Ana Lúcia Gonçalves. O espaço aéreo é bem explorado e instiga o visitante, que contempla flores e terrários suspensos. As mesas de tronco de árvore foram povoadas com outras espécies. A estrutura demarca uma área acolhedora, junto com o piso. Ele possibilita vários desenhos na pavimentação, a partir de uma única peça de intertravado.

 (Felipe Araújo/CASACOR)

CASACOR Bahia 2018

Jardim das Esculturas – Alex Sá. Entre esculturas, árvores e palmeiras, o público aprecia o ambiente e reflete sobre a existência de um mundo que necessita cada vez de espaços verdes. Entre as espécies que habitam o espaço estão Pau Ferro, Pau Brasil e Oiti. O mobiliário contemporâneo completa o projeto.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.