Carico: uma singela homenagem a um grande profissional

Nascido e criado em Minas Gerais, o profissional cresceu em meio à construção de Belo Horizonte, sendo envolvido por toda a arquitetura local

Por Alex Alcantara 8 mar 2019, 14h54
Reprodução/CASACOR

Carico foi e é um dos nomes mais relevantes nomes da arquitetura mineira. Nascido e criado em Minas Gerais, o profissional cresceu em meio à construção de Belo Horizonte, sendo envolvido por toda a arquitetura local desde criança. Isso já despertou nele o desejo e fascínio pelas edificações e suas linhas.

Casa Belvedere Divulgação/CASACOR

Em 1982, Carlos Alexandre Dumont (seu nome de batismo), formou-se em Arquitetura pela Universidade Federal de Minas Gerais. Logo após graduado, Carico realizou seu primeiro projeto: uma loja da cidade. O feito do profissional foi tão representativo, que não demorou para que seu nome circulasse pela metrópole, e logo estava no topo dos projetos de BH.

Casa do profissional em São Paulo. Jomar Bragança/CASACOR

Desde então, Carico realizou mais de dois mil projetos comerciais e empresariais, entre centenas de outros residenciais. Na CASACOR Minas Gerais, o profissional participou pela primeira vez em 1995, contabilizando 12 edições da mostra.

CASACOR Minas 2016. Closet – Carico. Dispostos frente a frente, os closets do casal são separados por um corredor. O feminino traz poltrona vermelha com pufe e paredes revestidas em tressê de couro marrom, que casam com o dourado envelhecido das araras de roupa e do espelho no mesmo tom. As portas de vidro transparente são Cinex. No piso, a pedra Dekton com aparência de mármore carrara se impõe. Jomar Bragança/CASACOR

Em 2018, a mostra mineira decidiu homenageá-lo com um espaço que reproduzia integralmente o escritório no qual o profissional trabalhou por 40 anos. O ambiente foi assinado por sua filha Júlia Dumont e Tina Barbosa. A dupla reeditou mobiliários assinados por ele e trouxe peças de outras participações do arquiteto na CASACOR Minas Gerais.

Retrospectiva Arquiteto Carico – Júlia Gontijo Dumont e Tina Barbosa. Em homenagem aos 40 anos de vida profissional de Carlos Alexandre Dumont, mais conhecido como Carico, o espaço recria o escritório do profissional. A dupla reeditou mobiliários assinados por ele e trouxe peças de outras participações do arquiteto em CASACOR Minas. O piso em mármore branco contrasta com painéis em folha de ouro e com um capacho de seis metros de comprimento com desenho do arquiteto. Jomar Bragança/CASACOR

Carico faleceu ontem (7), deixando uma herança arquitetônica para Minas Gerais, além de um legado único, onde cada projeto tem uma marca diferenciada do arquiteto, um brilho, uma personalidade.

Continua após a publicidade
Publicidade