Patricia Urquiola é reconhecida em exibição no Madrid Design Festival

A exibição, que pode ser visitada de 1º a 29 de fevereiro, relembra os tópicos mais recorrentes na carreira da designer em cinco grande setores

Por Giovanna Jarandilha Atualizado em 17 fev 2020, 16h26 - Publicado em 31 jan 2020, 16h13
Sebastián Bejarano/CASACOR

Nature Morte Vivante é o nome da exposição que irá reunir alguns dos designs mais icônicos de Patricia Urquiola, reconhecida como designer da década . Na cidade de Madri, a homenagem integra o 3º Madri Design Festival, evento anual que tem a intenção de reconhecer e popularizar o trabalho dos designers mais prestigiados do mundo. O festival está planejado para acontecer de 1º a 29 de fevereiro.

A exibição, organizada por Ana Dominguez Siemens, enfoca no trabalho de Urquiola como designer, trazendo peças de sua produção industrial, assim como artesanal.

Sebastián Bejarano/CASACOR

A exibição discorre de forma não cronológica, seguindo uma organização setorizada em cinco temas recorrentes em seu trabalho. “Cosas Transparentes” é a primeira das cinco áreas, reunindo uma coleção de objetos de relevância em sua carreira, uma espécie de ponte entre passado e futuro. “Viajes Empáticos” entende suas viagens como um estado mental de onde surge inspiração. A “Resistencias” é a área dos projetos mais instigantes, seguida pelo “Gender? What Gender?”, onde são discutidas questões de gênero. Por fim, “Contaminaciones” reflete a polinização positiva do processo criativo.

Sebastián Bejarano/CASACOR

O interesse de Urquiola por cores é um tema recorrente na exibição, expresso através de momentos de rigor ou exuberância, sobriedade ou agitação. Sua preocupação por sustentabilidade aparece no uso do “upcycling” – processo que transforma subprodutos em materiais novos, de melhor qualidade e de maior valor ambiental.

Continua após a publicidade
Publicidade