MASP recebe exposição do artista baiano Emanoel Araujo

A mostra Emanoel Araujo, a ancestralidade dos símbolos: África-Brasil fica em cartaz até 3 de junho

Por Ana Carolina Harada Atualizado em 18 fev 2020, 07h54 - Publicado em 12 mar 2018, 17h56
Jorge Bastos/CASACOR

O artista baiano Emanoel Araujo será homenageado pelo MASP com uma exposição de 70 obras, incluindo pinturas e esculturas. As peças estarão no segundo subsolo do museu entre os dias 5 de abril e 3 de junho. Emanoel, que também é fundador e curador do museu Afro Brasil, receberá também um catálogo de 168 páginas com textos de Clarival do Prado Valladares e George Nelson Preston e entrevista feita por Adriano Pedrosa.

Jorge Bastos/CASACOR

A exposição tem como foco a expressão da cultura afro-brasileira (negligenciada e marginalizada desde a época da escravidão) e faz parte de um circuito temático que, além das mostras, realiza palestras oficinas e publicações em torno de narrativas não tradicionais. Nesse ciclo também estão Histórias da loucura, de 2015, Histórias da infância de 2016 e Histórias da sexualidade, de 2017.

Jorge Bastos/CASACOR

Quando?

5 de abril a 3 de junho

Terça-feira à domingo das 10h às 18h (bilheteria até as 17h30)

Quinta-feira das 10h às 20h (bilheteria até 19h30)

Continua após a publicidade

Onde?

MASP – Av. Paulista, 1578 – Bela Vista, São Paulo – SP

Quanto?

Inteira R$ 35

Meia (estudantes, professores, maiores de 60 anos) R$17

Crianças até 10 anos não pagam

Nas terças-feiras a entrada é livre

Continua após a publicidade
Publicidade