A passagem do tempo é retratada em exposição no MAC USP

Obras de artistas brasileiros e estrangeiros foram reunidas sob o tema “tempo” no Museu de Arte Contemporânea da USP

Por Ana Carolina Harada Atualizado em 10 jan 2018, 18h11 - Publicado em 9 jan 2018, 17h39
Mecanismo primordial do derivar, de Daniel de Paula Reprodução/CASACOR

“N’allez pas trop vite” (Não vá tão rápido) dizia o francês Marcel Proust em sua obra canônica, “Em busca do tempo perdido”. A efemeridade e a passagem são temas praticamente inevitáveis na Arte. Sendo assim, o Museu de Arte Contemporânea (MAC) organizou a exposição coletiva Matriz do Tempo Real, que será inaugurada no dia 13 de janeiro. A expo tem como intuito registrar e colocar o visitante em reflexão sobre a passagem dos dias, da vida e do tempo, em diversos formatos, como fotos, textos e vídeos.

Obra de On Kawara Reprodução/CASACOR

Sob a curadoria de Jacopo Crivelli Visconti, a exposição reunirá obras de artistas brasileiros e estrangeiros produzidas a partir do final dos anos 1960. Peças do acervo permanente do Museu também comporão o conjunto, porém suscitando novas leituras a partir do contexto diferente.

Pinturas de On Kawara Reprodução/CASACOR

Destaca-se a apresentação musical sem notas, 4’33”, de John Cage, e algumas das pinturas diárias que o artista japonês On Kawara fez durante 1966 e 2014, quando faleceu.

Partitura da obra 4’33” John Cage Reprodução/CASACOR

SERVIÇO EXPOSIÇÃO MATRIZ DO TEMPO REAL

QUANDO?

De 13 de janeiro à 18 de março

Abertura: 13/01/18 às 11:00h

Continua após a publicidade

Terça-feira, quarta-feira, quinta-feira, sexta-feira, sábado e domingo das 10h às 18h

ONDE?

Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo – MAC USP – Avenida Pedro Álvares Cabral n°1301

QUANTO?

Entrada gratuita

Mais informações no site do MAC.

 

Continua após a publicidade
Publicidade