Restaurante assinado por Sidney Quintela tem décor dos anos 20 e biofilia

Localizado em Lisboa, Portugal, o conceito estético que norteou o projeto foi inspirado no "Grande Gatsby", romance publicado em 1925

Por Redação Atualizado em 14 mar 2022, 18h17 - Publicado em 16 mar 2022, 16h00
restaurante; lisboa; sidney quintela; biofilia; arquitetura; decoração
Fernando Guerra/CASACOR

O projeto do restaurante Seen, localizado no rooftop do Hotel Tivoli, em Lisboa, busca proporcionar uma experiência única. 

Assinado pelo arquiteto Sidney Quintela, do elenco CASACOR, o layout proposto cria diversos ambientes integrados, porém intimistas, que partem de um eixo central composto pelo bar e por um conjunto sinuoso de estofados, onde o fluxo de pessoas e serviços conduzem para o espaço que integra o salão do restaurante com a vista incrível para a cidade de Lisboa e do rio Tejo.

restaurante; lisboa; sidney quintela; biofilia; arquitetura; decoração
Fernando Guerra/CASACOR

O conceito estético que norteou o projeto foi inspirado no “Grande Gatsby”, romance publicado em 1925 que retrata os turbulentos anos 20 na América do Norte, e trouxe conceitos da biofilia com a presença marcante do verde para dentro dos espaços, proporcionando um ambiente inusitado e sensorial. 

restaurante; lisboa; sidney quintela; biofilia; arquitetura; decoração
Fernando Guerra/CASACOR

O projeto luminotécnico, cuidadosamente estudado, faz uso do efeito de luz e sombra e proporciona um ambiente dramático que, em conjunto com a proposta de musicalidade e gastronomia da casa, leva as pessoas para uma atmosfera inesperada. 

Continua após a publicidade

restaurante; lisboa; sidney quintela; biofilia; arquitetura; decoração
Fernando Guerra/CASACOR

Um túnel vegetal direciona os usuários para a entrada principal do restaurante, onde os clientes se deparam com um bar central performático, que proporciona a primeira experiência ao servir o primeiro drink.

restaurante; lisboa; sidney quintela; biofilia; arquitetura; decoração
Fernando Guerra/CASACOR

Com a proposta de música alta que convida a dançar, o espaço entre as mesas e a circulação do ambiente foram dimensionados estrategicamente para proporcionar aos clientes a liberdade de interagir com o espaço sem restrições.

restaurante; lisboa; sidney quintela; biofilia; arquitetura; decoração
Fernando Guerra/CASACOR
Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

Publicidade