Integração com natureza é o foco em casa de Perkins+Will em Ribeirão Preto

O escritório assina residência para quatro pessoas que atende princípios biofílicos em terreno de declive

Por Giovanna Jarandilha Atualizado em 17 fev 2020, 16h37 - Publicado em 3 Maio 2019, 14h47

Um terreno difícil, com declive acentuado, deu lugar a uma casa moderna e conectada à natureza assinada pela empresa Perkins + Will. Em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, o desafio era incorporar os princípios do design biofílico na construção da residência de um jovem casal e seus dois filhos.

Assim como propõe a biofilia, a finalidade mais importante do projeto era reconectar os clientes à natureza, aumentando a interação com o ambiente externo da melhor forma possível. Dessa forma, a residência foi dividida em dois volumes ligados entre si em forma de L, nos quais todos os cômodos têm acesso aos jardins.

Situada na parte superior do terreno, a casa foi feita com uma combinação de madeira, aço, concreto e vidros. Os arquitetos souberam balancear os elementos de modo com que a residência fosse moderna, ainda que acolhedora e familiar.

Leonardo Finotti/CASACOR
Leonardo Finotti/CASACOR

O primeiro bloco se destina à entrada principal e constitui os espaços de área comum. Esta porção também exerce uma cobertura sobre a outra, de forma a aumentar o isolamento entre as áreas e delinear bem os espaços privados e públicos.

Paredes de vidro retráteis, painéis verticais de madeira e um teto verde sobre o segundo volume foram dispostos de forma a manter a natureza à vista e aumentar a ventilação em todas as áreas.

Leonardo Finotti

Uma piscina suspensa foi instalada sobre a declividade, completando o cenário de jardins exuberantes, superfícies de concreto e planícies de madeira do projeto.

Continua após a publicidade
Publicidade