Regionalismo e cultura cearense em uma Sala de Visitas com cara de casa

O projeto de Brenda Rolim para a CASACOR Ceará 2019 resgata as raízes da arquiteta, valoriza a produção local e se orienta por princípios sustentáveis

Por Giovanna Jarandilha - 11 jun 2020, 09h00

Uma ambiente para se aconchegar e se sentir em casa: a Sala de Visitas foi pensada para ter todo o conforto e bem-estar que um lar deve ter. Isso porquê, quando concebeu o projeto para a CASACOR Ceará 2019, a arquiteta Brenda Rolim resgatou suas próprias raízes e selecionou objetos, texturas e mobiliário que mais se identificavam com a cultura cearense.

A ideia era retomar as salas de visita do passado, em que toda a decoração comunicava os gostos e valores do morador. Fazendo do regionalismo sua característica mais marcante, o ambiente foi inteiramente composto por mobiliário local, levando assinatura de diversos designers nordestinos. Uma escultura produzida a partir de moringas de barro dá novo valor aos potes, costumeiramente usados com função de geladeira no sertão do Ceará, mas aqui ressignificados como obra de arte.

A identidade regional divide protagonismo com as diferentes soluções sustentáveis encontradas pela arquiteta. Muito do que já existia foi reparado e limpo: a textura de concreto da abóbada, as esquadrias e os tijolos aparentes. Algumas peças do mobiliário e elementos de matéria-prima foram reaproveitados, como o sofá, proveniente da mostra anterior. O piso também foi feito a partir de sobras de corte da indústria.

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade