Estúdio com vista para o mar abraça as árvores nativas e garante bem-estar

Assinado por Vitor Cipriano e Claudete Lovati, o Studio Praiano é sinônimo de conforto e frescor, fazendo da natureza uma ferramenta favorável ao décor

Por Giovanna Jarandilha Atualizado em 28 ago 2020, 11h25 - Publicado em 26 ago 2020, 16h08
Divulgação/CASACOR

A inspiração veio do mar. Como o próprio nome já entrega, o Studio Praiano extrai das belas paisagens da baía de Vitória o mood tranquilo e fresco do ambiente. Do litoral, saem a vocação contemplativa e a preferência por materiais naturais, como a madeira e a pedra bruta, que aparecem revestindo as paredes e o teto dos 130 m², além de também compor parte do mobiliário.

Divulgação/CASACOR

Os arquitetos Vitor Cipriano e Claudete Lovati quiseram levar para a CASACOR Espírito Santo 2019 um estúdio que é a cara do conforto e bem-estar. Para isso, a integração com a natureza se fez essencial. Um exemplo disso é a mesa de jantar, produzida a partir de um tronco de madeira de demolição de quatro metros de comprimento, fossilizado através de resina e executado pelo artesão Rusimar Brumol.

Divulgação/CASACOR

Percorre por toda a sala de estar uma treliça de madeira, que dá estrutura e setoriza os ambientes. No living, duas pranchas de surf de oito pés, feitas de forma artesanal a partir de madeira maciça e exclusivas para a mostra, fazem fundo ao confortável sofá modular baixo. Obras do artista Nardelli complementam a ambientação.

Divulgação/CASACOR

No outro extremo, uma suíte funcional reforça a tendência natural do espaço, marcada também pelas grandes aberturas em vidro, que trazem para dentro do ambiente a amplitude azul das águas da Ilha do Boi. São elas, também, que garantem a boa iluminação e a aparência arejada do ambiente. A presença dos jardins internos dão o toque final, em especial a árvore nativa Pândanos abraçada pela área de jantar.

Divulgação/CASACOR
Continua após a publicidade
Publicidade