CASACOR Rio Grande do Sul: acervo de uma vida inteira na Sala com Arte

Arquiteto Renato Moraes de Mello expõe em 50 m² obras de grandes nomes como Tarsila do Amaral, Djanira da Motta e Silva, Di Cavalcanti, Carybé e Burle Marx

Por Luciana Andrade - Atualizado em 17 fev 2020, 16h33 - Publicado em 7 ago 2019, 12h12
Divulgação/CASACOR

Depois de viver muitos anos na sua fazenda no interior, o dono da casa resolve mudar de vida e escolhe morar na capital. Com esta narrativa, Renato Moraes de Mello criou a Sala com Arte, na CASACOR Rio Grande do Sul. “Apaixonado por arte, por viagens e pela cultura brasileira, ele trouxe na sua bagagem um pouco de sua história e objetos que lhe deixam feliz”, conta o arquiteto.

Divulgação/CASACOR

Com este olhar afetuoso, foi reunindo um conjunto potente e delicado de referências e memórias, que entrelaçam raízes, infância, cultura brasileira. O espaço foi criado para a CASACOR Rio Grande do Sul, mas parece estar vivo ali há anos, com móveis, tapetes e objetos que parecem acompanhar a família há gerações.

É inegável o apelo acolhedor das nuances mais profundas do verde e do vermelho no décor, além da presença forte da madeira. No painel ripado, a luz direcionada incide sobre o bar repleto de lembranças.

Divulgação/CASACOR

O piso em concreto usinado e o uso do branco fornecem um pano de fundo neutro e atemporal para o projeto. Cumprem o propósito de servir como base para a sofisticada e rica coleção de obras de arte.

Na sala, convivem de forma deslumbrante obras de Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Tomie Ohtake, Djanira da Motta e Silva, Burle Marx, Alfredo Volpi. E os grandes nomes não param por aí: o olhar atento encontra telas de Di Cavalcanti, esculturas de Victor Brecheret e Alfredo Ceschiatti, os desenhos e uma escultura de Carybé e uma fotografia de Roberto Pazzi.

Em primeiro plano, aparece a poltrona Clara, do Studio Empório. Divulgação/CASACOR

A parede do hall foi revestida com um ladrilho hidraúlico artesanal, feito especialmente para o ambiente. O desenho que eles formam remetem ao estilo dos gradis antigos, à maneira das fazendas do interior.

Na parede de ladrilhos hidráulicos, óleo sobre tela de Di Calvacanti, Duas Morenas. Cristiano Bauce/CASACOR

“Destacamos o resgate de coisas que te remetem à tua história, às tuas raizes, com a simplicidade em evidência. O valor não está no objeto, mas sim no que ele te representa”, resume o arquiteto.

Fotografia intitulada Begging Hands, de Roberto Pazzi. Acima, a tela em têmpera Bandeirinhas, de Alfredo Volpi. Cristiano Bauce/CASACOR

CASACOR Rio Grande do Sul 2019

Quando?

De 23 de julho a 8 de setembro

Terça a sexta: das 15h às 20h30

Sábados: das 12h às 20h30

Domingos e feriados: Das 12h às 20h

Continua após a publicidade

Onde?

Av. Ceará, 1549 – Porto Alegre/RS

Quando?

De terça a sexta:

Inteira: R$40/ meia-entrada*: R$20

Todos os dias:

Inteira: R$46/ meia-entrada*: R$23

Passaporte:

Duas entradas: R$70

Cinco entrada: R$140

Ilimitado: R$180

*A aquisição da meia-entrada só poderá ser feira na bilheteria (necessária a comprovação através de apresentação de documentos).

Valet: R$25

As vendas dos ingressos estão disponíveis no site: casacorrs.byinti.com

Continua após a publicidade
Publicidade