Oscar 2024: por dentro do cenário surreal de Pobres Criaturas

Indicado a 11 categorias no Oscar, Pobres Criaturas apresenta um dos cenários mais surrealistas e bonitos vistos na tela do cinema nos últimos anos

Por Redação
19 fev 2024, 12h00

A cenografia indicada ao Oscar 2024 de Poor Things (Pobres Criaturas, em português) tinha como objetivo criar um “filme de estúdio dos anos 1930 com a tecnologia de hoje“, segundo os designers de produção do filme em entrevista à revista britânica Dezeen.

Dirigido por Yorgos Lanthimos, Poor Things, o aguardado oitavo longa-metragem do cineasta, conta a história de Bella Baxter, interpretada por Emma Stone, que tem a mente de uma criança presa no corpo de uma mulher adulta e que segue uma figura parecida com Frankenstein enquanto ela descobre o mundo em toda a sua maravilha e miséria.

Oscar 2024: por dentro do cenário surreal de Pobres Criaturas
A arquitetura da cidade se baseia em edifícios de Ricardo Bofill. (Searchlight Pictures/CASACOR)

“O roteiro ditou nosso caminho para o mundo que estávamos tentando fazer, e a primeira maneira foi descobrir como Bella vivia”, disse Shona Heath, que co-criou o design de produção do filme com James Price.

Grande parte do longa foi gravado em sets em Budapeste, Hungria, com apenas uma pequena parte realmente filmada em locais existentes.

Continua após a publicidade

Para criar o interior da casa de Bella, Heath e Price se inspiraram no neoclássico Sir John Soanes Museum, em Londres, repleto de pinturas, antiguidades e obras de arte coletadas por seu proprietário no século XIX.

Oscar 2024: por dentro do cenário surreal de Pobres Criaturas
Interior da casa de Bella que apresenta quartos acolchoados e muitas texturas diferentes. (Searchlight Pictures/CASACOR)

Brincando com contrastes e texturas diferentes, eles também se concentraram em “emendar” a arquitetura de forma semelhante a como o médico, interpretado por Willem Dafoe, emenda animais e outros assuntos.

Em vez de criar os cenários domésticos fragmentados, a casa foi criada em uma única peça, permitindo que os atores fluíssem facilmente de espaço em espaço e adicionando um senso de realismo ao mundo surreal.

Continua após a publicidade

Enquanto o primeiro ato se passa principalmente dentro da casa de Bella e do centro cirúrgico onde Baxter faz animais híbridos, o filme rapidamente passa a retratar a jornada de Bella pelo mundo. Para essas cenas, Heath e Price criaram uma cenografia colorida que ressalta a diferença entre a criação em preto e branco de Bella e suas experiências de amadurecimento.

Oscar 2024: por dentro do cenário surreal de Pobres Criaturas
Os cenários para a casa foram construídos em Budapeste, Hungria. (Searchlight Pictures/CASACOR)

Os designers usaram uma mistura de referências arquitetônicas para os cenários em Lisboa, a primeira cidade que Bella visita. “Procuramos o fantástico na arquitetura onde quer que fosse, e tínhamos uma enorme biblioteca de detalhes arquitetônicos”, disse Price.

Oscar 2024: por dentro do cenário surreal de Pobres Criaturas
Cenário de Londres no enredo do filmes Pobres Criaturas. (Searchlight Pictures/CASACOR)

Algumas das referências arquitetônicas usadas para Lisboa eram “bastante modernas”, segundo Price, que citou como exemplo a obra do arquitecto espanhol Ricardo Bofill. “Para Lisboa, combinamos a arquitetura modernista com uma arquitetura muito medieval“, disse.

Um dos cenários mais importantes do filme, em termos de impacto na história e tempo de permanência no filme, foi o bordel de Paris de Poor Things.

Oscar 2024: por dentro do cenário surreal de Pobres Criaturas
Bordel na versão de Paris de Poor Things. (Searchlight Pictures/CASACOR)

O edifício de estilo barroco fortemente ornamentado apresenta janelas fálicas e outros detalhes que sugerem seu uso.

Continua após a publicidade

Enquanto os espectadores passam menos tempo com Bella em Alexandria, o cenário da cidade – construído como uma grande miniatura em vez de um local em tamanho real – precisava sublinhar um ponto importante da trama e dar uma visão condensada de uma cidade inteira.

Oscar 2024: por dentro do cenário surreal de Pobres Criaturas
Cenário de Alexandria que construído como uma “grande miniatura”. (Searchlight Pictures/CASACOR)

Para criar a cidade, que é retratada como uma ilha no oceano ao invés de uma cidade na costa do norte da África, os designers também se basearam em um livro sobre esculturas antigas chamado Cabinet of Curiosities.

A primeira cena em Alexandria é uma das poucas que foi filmada em um local existente – um restaurante que os designers transformaram em uma sala de café da manhã que se assemelha a um “covil quase um pseudo vilão de Bond”.

Continua após a publicidade
Bastidores da cena da dança de Bella Baxter
Bastidores da cena da dança de Bella Baxter. (Searchlight Pictures/CASACOR)

Os dois designers receberam uma indicação ao Oscar 2024 por seu design de produção junto com Zsuzsa Mihalek, que foi responsável pela decoração do cenário. A 96ª edição do Oscar acontece no dia 10 de março de 2024.

Fonte: Dezeen 

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade