Continua após publicidade

Saiba quais são os ambientes mais sustentáveis da CASACOR 2023!

Selecionamos 12 projetos das mostras de CASACOR que consolidam ainda mais o comprometimento da marca com a sustentabilidade

Por Marina Pires
Atualizado em 17 ago 2023, 10h35 - Publicado em 18 ago 2023, 08h00

Sustentabilidade é uma palavra de ação que se faz presente cada vez mais nas mostras da CASACOR pelo Brasil e pela América. Seja durante a construção civil, prezando por processos secos e com menos resíduos, ou pela escolha de materiais certificados e artesanais, por exemplo, os projetos sustentáveis invadiram as mostras de CASACOR deste ano, consolidando ainda mais o comprometimento da marca com a sustentabilidade.

A seguir, conheça 12 projetos que aplicaram práticas sustentáveis na CASACOR 2023.

1. Espaço Motirõ, por Ester Carro – CASACOR São Paulo

 

Ester Carro - Espaço Motirõ. Projeto da CASACOR São Paulo 2023. Na foto, loft com beliche, canto alemão e armário com pintura indígena.
(André Mortatti/CASACOR)

Em sua estreia na CASACOR SP, a arquiteta e presidente do Instituto Fazendinhando Ester Carro assina o Espaço Motirõ, de 34 m², que resgata memórias da vida na favela e cria um espaço de ativismo, representatividade e sensibilização para o morar periférico.

Pensando numa cidade mais verde, resiliente e sustentável, Ester inseriu uma cisterna conectada ao vaso sanitário do banheiro (que abriga a lavanderia), sugerindo soluções para o reaproveitamento da água. O dispositivo pode reduzir até 50% dos gastos com água potável numa residência.

Ester Carro - Espaço Motirõ. Projeto da CASACOR São Paulo 2023. Na foto, lavanderia integrada ao banheiro.
(André Mortatti/CASACOR)

Um dos destaques é o revestimento Papelão Jóia, um produto reutilizável que valoriza o consumo consciente, fabricado a partir da mistura de diversos materiais reaproveitados, como papel, papelão, serragem, borra de café e outros, que são descartados indevidamente e em grandes quantidades todos os dias.

2. Nossa Galeria, por Bruna Dória – CASACOR Bahia

No projeto Nossa Galeria, do escritório Bruna Dória Interiores para a CASACOR Bahia 2023, o reúso de materiais é um dos grandes destaques. O objetivo é apresentar tendências ao mercado, inspirado pelo próprio propósito da CASACOR.

Continua após a publicidade
Nossa Galeria, projeto de Bruna Dória para a CASACOR Bahia 2023. Na foto, escada com gallery wall e espaço para leitura.
(Gabriela Daltro/CASACOR)

O escritório optou por utilizar materiais de reúso que vão desde o piso até os tecidos que dão acabamento à marcenaria, com o intuito de orientar as pessoas sobre como o reúso pode ser realizado de forma consciente.

3. Lobby Essência, por Life Projects – CASACOR Minas Gerais

 

Life projects (José Lourenço e Marina Figueiredo) - Lobby Essência. Projeto da CASACOR Minas Gerais 2023. Na foto, sala, com tecidos, sofá, poltrona e tapete.
(NY18/CASACOR)

Todas as escolhas feitas para o projeto do Lobby Essência, do escritório Life Projects na CASACOR Minas, visaram a máxima redução de resíduos ao final da obra. Com isso em mente, a dupla de arquitetos José Lourenço e Marina Figueiredo criaram o ambiente que compreende a bilheteria da mostra, além de um lobby e do espaço Audi.

Uma dessas escolhas, que demarca a fluidez e a leveza do espaço, são os ecotecidos que pendem do teto, se contrapondo à dureza do concreto e reforçando o cuidado com o planeta e as pessoas.

4. Casa Morena, por Tufi Mousse – CASACOR São Paulo

 

Tufi Mousse Arquitetura - A Casa Morena. Projeto da CASACOR São Paulo 2023. Na foto, sala com sofa de couro, persianas e tapete.
(MCA Estudio/CASACOR)

O arquiteto Tufi Mousse projetou a Casa Morena, de 152 m², na CASACOR SP, pensando na seleção de materiais e elementos mais sustentáveis e que pudessem ser reaproveitados após a mostra.

Um bom exemplo é o granilite em tom esverdeado aplicado em algumas paredes do ambiente. Produzido a partir de pó de mármore, o material permite o reaproveitamento integral de resíduos da indústria que acabariam descartados.

Continua após a publicidade
Tufi Mousse Arquitetura - A Casa Morena. Projeto da CASACOR São Paulo 2023. NA foto, sala de jantar e cozinha com jardim.
(MCA Estudio/CASACOR)

Além disso, toda a movelaria sob medida será levada para o showroom de fábrica da marca parceira, com um novo layout. Mobiliário solto (que inclui clássicos do modernismo brasileiro, como o carrinho de chá desenhado por Gregori Warchavchik), iluminação e piso serão todos reaproveitados.

5. Loft KU’YA, por Gabriel Ramires, José Carrari Filho e Stephanie Ribeiro – CASACOR São Paulo

 

Gabriel Ramires, José Carrari Filho e Stephanie Ribeiro - KU'YA. Projeto da CASACOR São Paulo 2023. Na foto, aparador de fibra, quadro e tecido no teto.
(André Scarpa/CASACOR)

De autoria dos arquitetos Gabriel Ramires, José Carrari Filho e Stephanie Ribeiro, o loft de 53 m² privilegia materiais como madeira, cerâmica e sisal. O mobiliário carrega madeira certificada e com técnica artesanal. O destaque é o Buffet Abrigo, obra da designer e artista Maria Fernanda Paes de Barros, em parceria com artesãs indígenas da etnia Mehinaku, do Alto Xingu.

Produzida em uma edição limitada de apenas oito peças, a obra foi concebida a partir de uma profunda escuta e da união horizontal de saberes, com o objetivo de transmitir uma mensagem de respeito, equidade e harmonia.

Gabriel Ramires, José Carrari Filho e Stephanie Ribeiro - KU'YA. Projeto da CASACOR São Paulo 2023. Na foto, home office com mesa, cadeira, quadro e tecido no teto.
(André Scarpa/CASACOR)

Feito em madeira de cabreúva com fios de algodão tingidos naturalmente, a peça utiliza cilindros de madeira maciça que remetem a uma técnica tradicional do povo Mehinaku na produção de esteiras, valorizando e ampliando a visibilidade do trabalho das mulheres da etnia.

6. Lounge Corporativo, por Studio Architetonika Nomad + Flavia Glanert – CASACOR Paraná

 

Studio Architetonika Nomad + Flavia Glanert - Lounge Corporativo. Projeto da CASACOR Paraná 2023.
(Duas Fotografia/CASACOR)

O Lounge Corporativo do Studio Architetonika Nomad + Flavia Glanert foi concebido para ser totalmente desmontado e remontado em um dos apartamentos de retrofit que a dupla Ary Jacobs e Renan Mutao compra e reforma para vender posteriormente. Assim, tudo será reaproveitado!

Continua após a publicidade

Outros vários cuidados ambientais podem ser percebidos no projeto, como o revestimento feito a partir da reconstituição de retalhos de couro descartados pelas indústrias ou a coleção de muranos (na prateleira) das décadas de 1950 a 1970, adquirida de segunda mão em feiras de antiguidade.

Há ainda a textura da parede atrás das estantes do bar, feita de pó de mármore: resíduos que sobram da produção são triturados e misturados a uma massa aglutinante, criando um novo produto e evitando o desperdício do material. Os tapetes são todos de lã natural e produzidos artesanalmente. Destaque também para a cadeira Wiggle, de papelão corrugado.

7. Caminhos do Sertão, por Gleuse Ferreira – CASACOR São Paulo

 

Gleuse Ferreira Arquitetura - Pelos Caminhos do Sertão. Projeto da CASACOR São Paulo 2023. Na foto, corredor com painel, luminarias e banco.
(MCA Estudio/CASACOR)

O ambiente da arquiteta Gleuse Ferreira, bisneta de Lampião e Maria Bonita, recebeu o primeiro certificado Ocean Steward da CASACOR pela contribuição feita à entidade Plastic Bank, impedindo que 40 kg de plástico entrem no oceano, além de ajudar comunidades de coleta a transcender a pobreza.

Obra seca, elementos desmontáveis, equipamentos eletrônicos eficientes, lâmpadas de LED e tintas à base de água complementam os cuidados com a sustentabilidade.

8. Casa Almar, por Rafa Zampini – CASACOR São Paulo

 

Rafa Zampini - Casa Almar. Projeto da CASACOR São Paulo 2023. Na foto, casa modular com jardim, materiais naturais e vidro. Banheira externa e deque.
(JP Image/CASACOR)

Fruto de anos de pesquisa, a Casa Almar é uma solução de casa modular desmontável, no estilo tiny house – um bangalô de 36 m², assinado pelo estreante na mostra Rafa Zampini.

Continua após a publicidade

Reforçam a sustentabilidade do projeto a exploração máxima da luz natural e da ventilação cruzada, materiais e sistemas de baixa manutenção, aquecedores solares, painéis fotovoltaicos, mão de obra contratada junto a parceiros com responsabilidade social, madeiras de reúso, revestimento externo de aparas de eucalipto e o descarte consciente de resíduos.

9. Pó e Glória, por Flávia Burin e Bruna Moretti – CASACOR São Paulo

 

Flávia Burin e Bruna Moretti - Pó e Glória. Projeto da CASACOR São Paulo 2023. Na foto, sala de estar com painel translucido e forro em formato de telhado. Cozinha e home office.
(Renato Navarro/CASACOR)

Construção seca, industrializada e desmontável, técnicas que permitem o reaproveitamento de materiais após a mostra, madeiras certificadas, tintas à base de água e elementos decorativos feitos com material reciclado são alguns dos destaques de sustentabilidade encontrados no ateliê da ceramista – Pó e Glória – projetado pelas arquitetas Flávia Burin e Bruna Moretti, do Studio HA, na CASACOR SP 2023.

Conectado ao tema do ano da CASACOR, o espaço coloca a argila dos tijolos e das peças artesanais no papel de matéria-prima que conforta o corpo e a alma.

10. “Relatos de una naturaleza fotografiada”, por Luciana Escobar e María Fernanda Valdettaro – CASACOR Peru

 

Luciana Escobar e María Fernanda Valdettaro - Relatos de una naturaleza fotografiada. Projeto da CASACOR Peru 2023.
(Sebastian Aparicio/CASACOR)

Espaço de desconexão de um fotógrafo, o ambiente “Relatos de una naturaleza fotografiada” da CASACOR Peru 2023 é composto por uma área de estar com home office pontuados pela presença de vegetação e materiais naturais que ressaltam a sensação de conforto e aconchego.

Madeira, fibras vegetais e tecidos naturais se destacam entre os materiais que criam esse ambiente biofílico – e inspirador para quem trabalha em estreita relação com a natureza.

Continua após a publicidade

11. Remanso, por Mariana Mendonça – CASACOR Goiás

 

Mariana Mendonça - Remanso. Projeto da CASACOR Goiás 2023. Na foto, spa com banheira e jardim.
(Edgard César/CASACOR)

Elementos naturais, filosofias orientais e sensorialidade vinculada à natureza se misturam no projeto de Mariana Mendonça para a CASACOR Goiás 2023. No ambiente Remanso, de 98 m², a arquiteta resgata a quietude despertada por essas pequenas enseadas de calmaria no rio ou no mar.

O espaço convida a uma experiência de relaxamento, na qual água, pedra, fogo, fibras naturais, barro, cerâmica e outros elementos naturais dialogam e se confundem gerando um clima de bem-estar, com inspiração no slow living e no conceito Wabi-sabi, filosofia japonesa que prega a apreciação do despojamento, introduzida no Japão por Sen no Rikyu, na chamada cerimônia do chá, prática milenar caracterizada por servir e beber um chá verde.

12. Entre.nós, por Plantar ideias – CASACOR São Paulo

 

Estúdio Plantar Ideias - Entre:.nós. Projeto da CASACOR São Paulo 2023. Na foto, jardim com escultura de cordas, sofás e bancos.
(Salvador Cordaro/CASACOR)

O projeto paramétrico da área de convívio Entre.nós, na CASACOR SP, garantiu precisão no aproveitamento dos materiais. Todo o mobiliário – com madeira certificada – foi desenhado pelo Estúdio Plantar Ideias, que assina o espaço de 156 m², formatado como uma área de convívio que retrata a transição entre a floresta e a beira do mar.

Nesse espaço, os visitantes caminham sobre um piso monolítico, que lembra a areia da praia. Já as árvores são representadas de forma lúdica por uma grande estrutura de cordas.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade