Artboard Created with Sketch.

Homenagem a Haruyoshi Ono, discípulo e herdeiro de Burle Marx

A CASACOR presta tributo ao paisagista Haruyoshi Ono ao resgatar seu projeto que celebrou o centenário de Burle Marx, em 2009

Haruyoshi Ono Haruyoshi Ono

Haruyoshi Ono (Reprodução http://www.burlemarx.com.br/)

Haruyoshi Ono, arquiteto e paisagista, morreu neste último domingo (22/01). Carioca, filho de japoneses, Haruyoshi Ono foi sócio, por mais de 30 anos, do mais importante paisagista brasileiro, Roberto Burle Marx. Desde a morte do mestre, em 1994, assumiu o papel de continuador de suas obras, mantendo-se sempre à frente do Escritório de Paisagismo Burle Marx. Para homenagear o profissional, a CASACOR Rio de Janeiro resgata as imagens do projeto realizado para mostra carioca em 2009.

3-haru-projetos

 (Divulgação/)

Haru, como era conhecido carinhosamente, criou um dos pontos altos da 19ª edição para celebrar o centenário de Burle Marx.  O jardim, com quase 1.400 m² foi desenhado com uma infinidade de espécies exuberantes e, por estar localizado em frente às tribunas do Jockey Club do Rio de Janeiro, oferecia ao visitante uma visão privilegiada do desenho do espaço bem ao gosto das obras do mestre.

2-haru-projetos

 (Divulgação/)

“O Brasil reconhece o talento desse paisagista que soube manter o legado de seu mestre com inventividade e respeito. Conviver com o Haru, durante a CASACOR Rio, em 2009, foi um privilégio que merece ser relembrado sempre”, relata Patricia Quentel, organizadora da mostra carioca.

5-haru-projetos

 (Divulgação/)

O paisagismo do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, e da Vila dos Atletas, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca e a revitalização da Marina da Glória, no Rio de Janeiro, são alguns dos projetos recentes que levam a assinatura de Haruyoshi Ono. Ele esteve à frente também de outros projetos como o desenho de uma área de 300 mil m² do Eixo Monumental, em Brasília, a Praça da Revolução, em Rio Branco, no Acre e o retrofit do parque City Centre, em Kuala Lumpur, na Malásia.

4-haru-projetos

 (Divulgação/)

Em tempo:

Haruyoshi Ono entrou como estagiário no escritório de Burle Marx, em 1965.  Tonou-se sócio, em 1968, ao concluir a formação em Arquitetura na antiga Faculdade Nacional de Arquitetura da Universidade do Brasil, hoje, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Seus filhos Isabela Ono e Julio Ono, sua esposa, a arquiteta Fatima Gomes e seu sócio Gustavo Leivas que trabalharam com ele há mais de 20 anos permanecem à frente dos projetos e do acervo paisagístico dando continuidade ao seu legado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.