Arquitetos cariocas marcarão presença na CASACOR SP 2016

O jeitinho e charme carioca do morar serão apresentados na CASA COR SP 2016 através de profissionais já participantes da mostra e estreantes 

Por Blog A Cor da Casa | Edição: Alex Alcantara Atualizado em 24 jan 2019, 15h29 - Publicado em 25 fev 2016, 18h33

Foi dada a largada! Na última sexta-feira (19/02), representantes do mercado de arquitetura, decoração e paisagismo de São Paulo se reuniram para a apresentação da CASA COR São Paulo 2016. De 17 de maio a 10 de julho, as portas do Jockey Club se abrem para receber a 30ª edição do evento, que convida aos participantes a pensarem a casa como espaço de celebração da vida.

00-CASACORSP-ARQ-CARIOCAS

O Comitê Curador da mostra, composto por Cristina Ferraz, Cristina Bava, Pedro Ariel e Roberto Dimbério, reuniu um elenco de profissionais consagrados para participar dessa edição comemorativa pelos 30 anos da mostra. Entre eles, os craques já aguardados: Roberto Migotto, David Bastos, Dado Castello Branco e o retorno de João Armentano e Alex Hanazaki. Foram convidados também jovens talentos como Otto Felix, Marilia Pellegrini e Michel Safatle para estrear esse ano.

01-CASACORSP-ARQ-CARIOCAS

O Rio de Janeiro será novamente representado na edição pela arquiteta Paola Ribeiro, que já participa pela terceira vez consecutiva levando o charme carioca aos paulistas. E ainda esse ano outros três arquitetos do Rio estreiam na mostra: Paloma Yamagata, arquiteta de Niterói, e os sócios Fabio Bouillet e Rodrigo Jorge.

02-CASACORSP-ARQ-CARIOCAS 03-CASACORSP-ARQ-CARIOCAS

A grande novidade desta aguardada edição é a utilização do Ambulatório do Jockey. Construído no início do século XX pelo arquiteto francês Henri Paul Pierre Sajous, o prédio será restaurado para uso do evento. A ideia é que em 2017, o prédio seja entregue para uso do Jockey Club — afinal, uma das missões da CASA COR é a valorização do patrimônio histórico.

04-CASACORSP-ARQ-CARIOCAS

O que não é novidade mas que vale ressaltar é a continuidade da gestão de sustentabilidade da mostra, que quer sempre apresentar uma obra mais limpa, sem desperdícios e com reaproveitamento de resíduos. Os ambientes, por exemplo, contarão com tecnologia 100% LED.

Continua após a publicidade
Publicidade