Studio 126 ganha prêmio com ambiente apresentado na CASACOR Minas

A "Palafita do Curral" deixa como legado a relação entre paisagem e preservação dos recursos naturais

Por Redação
1 out 2022, 15h00
Studio 126 Arquitetura Palafita do Curral CASACOR Minas Gerais 2022 fachada jardim
Studio 126 Arquitetura – Palafita do Curral. Projeto da CASACOR Minas Gerais 2022. (Estúdio NY 18/CASACOR)

A CASACOR Minas Gerais encerrou no último domingo (25), no Palácio das Mangabeiras, em Belo Horizonte, mas deixou como legado uma produção arquitetônica de muito significado e respeito ao ambiente que ocupa. Exemplo disso é o ambiente “Palafita do Curral“, assinada pelos arquitetos do Studio 126 Arquitetura, em sua segunda participação na mostra mineira, que acabam de vencer o Prêmio Estado de Minas de Arquitetura e Design de Interiores na categoria Revelação.

“Ter sido compreendidos com uma proposta que foge do modismo, do convencional nos faz entender que o caminho é esse e nos dá força para permanecer nele. A chegada deste prêmio para um escritório do interior consagra nosso esforço e a superação para realizar projetos criativos que saltam fronteiras e protestam futuros que queremos preservar e construir”, comemoram a dupla Evandro Melato e Pabrício Amaral, à frente do escritório.

Studio 126 Arquitetura Palafita do Curral CASACOR Minas Gerais 2022 fachada jardim
Studio 126 Arquitetura – Palafita do Curral. Projeto da CASACOR Minas Gerais 2022. (Estúdio NY 18/CASACOR)

A contemplação e o sentimento de pertencimento foram as premissas assumidas pelos profissionais ao criar o espaço que apresenta um sistema construtivo alinhado ao clima tropical, a palafita. “Curral” porque o projeto direciona o olhar para a Serra do Curral, paisagem descortinada logo à frente, enquadrada pelo ambiente, que usa a oportunidade para protestar contra as investidas do mercado de extração mineral no recorte geográfico provisoriamente tombado.

“Durante o funcionamento da mostra, lançamos um olhar especial para a Serra do Curral, que atualmente sofre ameaça; ao mesmo tempo que convidamos os visitantes a preservar as paisagens que nos formam”.

Compartilhe essa matéria via:

 

Publicidade