Artboard Created with Sketch.

Casa Cor dará nome a linha de tintas

Renner, da PPG, lança produtos com a marca de Casa Cor em evento no interior de São Paulo

01 a

A partir dessa semana a logomarca da maior mostra de decoração da América Latina deixará de estampar apenas revistas e paredes de belos imóveis. A fabricante PPG Renner lançou a linha de tintas acrílicas Casa Cor. Um animado grupo de arquitetos, decoradores e designers de interiores participou do lançamento quarta, 8 de abril, no Centro de Pinturas da marca, no bairro nobre do Cambuí, Campinas (SP).

“Fizemos uma pesquisa de mercado na qual buscamos compreender como o arquiteto e consumidor entendem as tintas”, conta Rodrigo Schepf, Diretor Nacional de Vendas e Marketing da PPG. “A ideia é criar algo que inspire as pessoas”, explica.

Rodrigo também revelou para o Casa.com.br que a empresa preprara o lançamento da Casa Cor Collection, uma linha de tinta com cerca de 200 cores. A coleção terá curadoria de Pedro Ariel, arquiteto, jornalista e diretor de conteúdo e relacionamento da Unidade Arquitetura e Design da Abril Mídia. “Pedro está ajudando a determinar cinco palestas de 21 cores que estarão no catálogo, explica Rodrigo. A promessa é lançar as tintas em meados de maio, em São Paulo.

Mais resina

O produto tem características de alto desempenho. Elimina 98% das bactérias, conforme chancela a Anvisa, e tem baixo odor, o que permite ocupar o espaço no mesmo dia da pintura.

Luis César Pardo, químico e assistente técnico da PPG, chama o produto de superpremium e garante que tem maior durabilidade em relação às tintas conhecidas como premium. “Isso acontece pela concentração mais alta de resina, componente que protege o pigmento ”, explica, sem entregar a porcentagem exata. “Ao longo do tempo, tintas mais baratas começam a desbotar e calcinar”. O processo dá às paredes aquela desagradável película de pó esbranquiçado que mancha as roupas e a pele.

Lojas de cara nova

A festa também celebrou a reinaguração do Centro de Pinturas de Campinas. A loja ganhou interiores mais limpos: saíram as prateleiras repletas de latas de tinta e chegaram computadores com softwares que simulam as cores nos ambientes. Agora as paredes coloridas em tons vibrantes servem de mostruário para o produto.

O Centro de Pintura em Campinas tem 17 anos e vende apenas produto da PPG Renner. Seu novo layout servirá de modelo para as 90 lojas com proposta semelhante espalhadas pelo Brasil.

O proprietário César Suguiuti espera atender aos novos hábitos dos arquitetos e receber melhor as clientes mulheres.“Você sabe por que os home centers são os maiores vendedores de tinta do Brasil?”, pergunta, em referência a dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas.”Porque as mulheres vão lá”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.